Equipes da Secretaria Adjunta de Obras colocaram meio-fio na Avenida Jardel Filho entre as ruas 67 e 80. (foto: Fernando Silva)

Equipes da Secretaria Municipal Adjunta de Obras também realizam melhorias no bairro Manu Manuela

Quase um ano depois do início das obras de macrodrenagem da Avenida Jardel Filho (antiga Avenida Dois), no loteamento Jardim Atlântico, em Itaipuaçu, quem vive ali começa a ver a intervenção mais aguardada sendo feita na porta de suas casas: a urbanização. As equipes da Secretaria Adjunta de Obras de Maricá já colocaram o meio-fio em grande parte da via, entre as ruas 67 e 80. Alguns trechos já têm até calçadas prontas. Além disso, o solo atingiu a consistência necessária para, em breve, receber pavimentação – a terra muito fofa era uma queixa recente de alguns moradores logo após a instalação das galerias que vão escoar as águas pluviais até o Rio Bambu, na altura da Rua 86. Em cada uma das transversais, estão sendo feitas as ligações das redes de drenagem com o túnel principal para, em seguida, a urbanização chegar ao leito das ruas.

As grandes peças pré-moldadas ficam numa profundidade de dois metros abaixo do piso da via e terão cerca de quatro quilômetros de extensão até as imediações da Rua Professor Cardoso de Menezes (antiga Rua Um), beneficiando também outras 70 ruas que vão receber redes de drenagem ligadas ao escoamento principal. O investimento total da obra é de R$ 29,9 milhões, dos quais R$ 20 milhões são a contrapartida da Petrobras pela construção do emissário de efluentes do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) em Itaipuaçu.

Perto dali, outro loteamento recebe o mesmo benefício que chega ao Jardim Atlântico. Oito ruas do Manu Manuela também estão ganhando meio-fio e sendo preparadas para receber asfaltamento. As vias ficam na margem direita do canal que atravessa a localidade. Na margem oposta, as outras ruas já vinham recebendo melhorias desde 2012. Em março deste ano, o bairro foi beneficiado com o plantio de mudas nativas da mata atlântica na Rua Oito, dentro do projeto “Marica+Verde”.

1 comentário

Deixe uma resposta

Escreva seu comentário!
Digite seu nome