24 C
Maricá
quarta-feira, dezembro 7, 2022

Maricá: Recadastramento do programa Bolsa Mumbuca atinge 70% dos beneficiados

A campanha de recadastramento obrigatório do programa Bolsa Mumbuca, primeira moeda social eletrônica do Brasil, foi encerrada no último sábado (28/11) e atingiu mais de 70% da meta de atualizar os dados dos milhares de beneficiários. De acordo com a Secretaria Adjunta de Economia Solidária de Maricá, quem procurou um dos nove locais de atendimento e não conseguiu se recadastrar recebeu uma declaração de agendamento para comparecer ao Colégio Municipal Joana Benedicta Rangel. A recarga mensal já está garantida e prevista para o próximo sábado (5/12) para todos os bneficiários. Aqueles que não realizaram o recadastramento receberam um comunicado e terão seus cadastros analisados.

Nos cinco dias em que os postos estiveram à disposição dos beneficiários, a procura alcançou a meta esperada. A ação de recadastramento visa, para além do cumprimento do decreto 213/13. O principal objetivo é aperfeiçoar o programa e gerar cooperativas de emprego e renda no município. A atualização de dados foi apenas para os beneficiários, não inclui os comerciantes cadastrados no programa.

Para a atualização dos dados, o beneficiário com declaração de agendamento deverá comparecer ao posto indicado acima com os seguintes documentos: cópias da identidade, CPF, PIS ou PASEP, comprovante de residência atualizado, além da carteira profissional, cartão do INSS (auxílio doença ou aposentadoria), declaração escolar (para maiores de 5 anos caso possuir) com cópia de documentação do cônjuge (RG, CPF e comprovante de residência) e Cartão Mumbuca com cópia do comprovante de residência atualizado.
Primeira moeda social com cartão de débito do país, o programa da Bolsa Mumbuca é um dos compromissos do governo com as políticas sociais. Junto com a Tarifa Zero – o transporte gratuito fornecido pelos ônibus vermelhinhos da EPT – e os cursos de qualificação, além de outras iniciativas, forma a base para a transformação que Maricá vem sofrendo, com benefícios para todos.
“Esses programas aquecem a economia do município, estimulando o consumo no comércio local, principalmente nesta época de recessão mundial”, declarou o secretário de Economia Solidária, André Braga.

Acompanhe-nos no Google Notícias

Sem boatos, sem fofocas, apenas notícias relevantes para você ficar bem informado.

spot_img
spot_img
spot_img