Notícias de Maricá

Maricá: Espraiado terá sede da Unidade de Conservação inaugurado em Janeiro

Uma das Unidades de Conservação das Serras de Maricá, criadas em 2011, está ganhando um espaço físico que será utilizado como sede. O local é uma antiga escola municipal desativada na Estrada do Espraiado e está sendo adaptado para receber as instalações, que incluem a construção de uma guarita para a equipe da Guarda Ambiental Municipal, que vai atuar por 24h. As primeiras peças de mobiliário já estão sendo instaladas e a previsão de inauguração é para a segunda quinzena de janeiro.

Dentro do imóvel haverá um balcão de atendimento ao público (com venda de souvenires temáticos), um auditório, salas para a equipe de trabalho e um dormitório para os guardas, que também poderá receber pessoas que estudam a região. No maior dos cômodos do local será criada a chamada sala verde, onde haverá uma biblioteca que ficará à disposição da comunidade, assim como todo o espaço.

“Será um lugar inteiramente aberto aos moradores, visitantes, pessoas que praticam caminhadas nas trilhas, enfim, a todos que tenham interesse na preservação desta área e de toda a unidade. Isso sem falar que, pela lei, o espaço conta pontos a mais para maior arrecadação do ICMS Verde”, reforçou o secretário adjunto de Ambiente, Guilherme Mota, contando que houve atrasos na entrega do mobiliário, o que adiou a abertura. Ele visitou o local nesta quarta-feira (09/12) acompanhado pelos biólogos Denise Amorim e Valdir Almada, que é gestor das Unidades de Conservação de Maricá.

“Vamos ter aqui oficinas permanentes para alunos das redes pública e privada e o auditório ficará à disposição, por exemplo, para reuniões da associação de moradores. Queremos implantar também a captação de energia solar e um sistema para disponibilizar bicicletas, semelhante ao que já existe no Rio”, disse Valdir, antecipando que as próximas unidades e receber sua sede serão a do Silvado e da Pedra de Itaocaia.

Assinado pelo prefeito Washington Quaquá em meados de março de 2011, o projeto das Unidades de Conservação das Serras de Maricá – a maior unidade contínua em todo o estado – foi idealizado e executado pela então Secretaria do Ambiente e Urbanismo, com apoio da Secretaria do Estado do Ambiente através do ProUC, programa que apoia a criação de unidades de conservação municipais, da Superintendência de Biodoversidade. As duas unidades criadas estão respectivamente nas categorias Refúgio de Vida Silvestre e Área de Proteção Ambiental e juntas somam aproximadamente 12 mil hectares, 38

Separar Banners

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo