Itaipuaçu: Quatro pessoas são presas em ‘Operação Lei Seca’

(foto: Itaipuaçu Site / Arquivo)

Quatro pessoas foram presas durante uma ‘Operação Lei Seca’ montada na rotatória entre a avenida Gilberto de Carvalho e a avenida Carlos Marighela, em Itaipuaçu.

Os motoristas flagrados dirigindo sob efeito de álcool foram conduzidos para a 82 DP (Maricá) e de lá foram levados para fazer o exame de alcoolemia no Instituto Médico Leal (IML) do Barreto, em Niterói. Após constatado o álcool, com taxa superior a 6 decigramas de álcool por litro de sangue, os condutores foram encaminhados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, na 77 DP, em Icaraí.

Operação Lei Seca

As regras da Lei Seca (Lei Nº 11.705/2008) consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue. Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação. Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa, perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores. Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa. No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here