Início Notícias de Maricá Maricá realiza homenagens no mês da Consciência Negra

Maricá realiza homenagens no mês da Consciência Negra

Audiência Pública será realizada no Cinema Público de Maricá.

Prefeitura de Maricá, através da Secretaria Municipal Adjunta de Direitos Humanos e Participação Popular, e de sua Coordenadoria de Diversidade Racial, realizará nos próximos dias 18/11 (sexta-feira, das 9h às 22h) e 20/11 (domingo, das 16h às 22h), no Cinema Público Municipal Henfil, eventos comemorativos ao mês da Consciência Negra.

A programação terá exposição de fotos e artes plásticas, oficina de grafite, de tranças e turbantes, palestras e contação de histórias, entre outras ações. A abertura oficial será às 10h, seguida da palestra “A herança africana de Maricá”, proferida pela historiadora Renata Gama.

Na sequência, será feita oficina de língua Banto, mostrando a influência no português falado no Brasil e às 11h30 começam as mesas de palestras:
Lei 10.639, com Sandra Gurgel; Anemia Falciforme, com Marton e Luciane Vieira.
– Liberdade Religiosa – Basta de Intolerância Religiosa, com o pastor Oliver Goiano e a Ialorixá Rosinha de Oxum.

– Mulher Negra – Carolina Rocha

– Genocídio da Juventude Negra – Marcelo Monteiro

– A influência Africana na nossa culinária

Na parte da tarde será feita, a partir de 13h, uma homenagem aos que contribuíram para engrandecer a imagem do negro e da cultura afro brasileira em Maricá, seguida de feijoada com roda de samba e de apresentação de danças afro e percussão por parte de alunos de escolas municipais. Das 17h às 22h será a vez das atividades culturais, com capoeira, roda de rima hip-hop e de uma apresentação do projeto Sala Cult com o tema “Sou negro, soul Brasil”; com a Banda de Gigoga & Amigos da Cultura, da Escola de Samba União de Maricá e de um Baile Black. No domingo (20/11), a programação começa às 16h e vai até às 20h, com exposição de fotos e artes plásticas de negros e negras de Maricá, além de filme com debate (exibição do documentário); “Cais do Valongo Sangra da Terra”, do diretor Wavá de Carvalho).

História

O mês da Consciência Negra é celebrado em novembro, com feriado no dia 20, data de morte de Zumbi dos Palmares (20/11/1695), líder do quilombo de mesmo nome e símbolo da resistência contra a escravidão. O quilombo dos Palmares foi fundado em 1597, na Serra da Barriga (AL) e, organizado, cumpriu seu ideal de liberdade e cidadania. Em 1695, o bandeirante Domingos Jorge Velho comandou a expedição que assassinou Zumbi e destruiu completamente o quilombo. Trezentos anos depois, em 20/11/1995, a data passou a ser considerada feriado nacional. A Marcha Zumbi dos Palmares contra o racismo e pela igualdade e a vida, realizada naquele ano, reuniu milhares de afrodescendentes em Brasília para recuperar o ideal de Zumbi e resgatar um exemplo de luta e organização pela emancipação do povo brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui