23.6 C
Maricá
sábado, setembro 18, 2021

Maricá: Ministério Público recomenda que prefeito exonere o irmão

Desde março do ano passado, o irmão do prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), tem jornada dupla no simpático município.

Além de trabalhar como médico concursado, com um salário de R$ 3 mil, Guilherme Horta acumula uma nomeação como temporário, recebendo um salário de R$ 11,9 mil, já com descontos.

Depois de um inquérito civil para investigar a prática de nepotismo, o Ministério Público estadual recomendou que o contrato seja rescindido imediatamente. O prefeito tem 30 dias para se manifestar.

Na sessão desta segunda-feira (7) na Câmara de Vereadores de Maricá, vereadores denunciaram que Guilherme Horta tem faltado o plantão onde trabalha. Os vereadores Chiquinho e Ricardinho Netuno pediram que a Câmara apure as denúncias de que o irmão do prefeito possa estar recebendo sem ir trabalhar.

A prefeitura informou que ainda não foi notificada.

Anúnciosspot_img