Início Notícias de Maricá Maricá e Fiocruz firmam parceria para desenvolvimento do Parque Tecnológico

Maricá e Fiocruz firmam parceria para desenvolvimento do Parque Tecnológico

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), uma das principais instituições de pesquisa e desenvolvimento em ciências biológicas do país, estará no Parque Tecnológico de Maricá (PqTec). As conversas preliminares durante a reunião na sede da Fiocruz, na última sexta-feira (18/05), deram o tom de como será esta participação e do que poderá ser desenvolvido nesta parceria.

O foco principal, inicialmente, é trazer a Fiocruz para o Parque Tecnológico, aproveitando o know-how da instituição no campo da saúde. A participação na governança do parque e nos demais projetos desenvolvidos também foram debatidos entre os participantes. Inicialmente, uma oficina com atores estratégicos para inovação será promovida para a entrada inicial das ações da fundação no município.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Maricá, Alan Novais, acredita que a capacidade de investimento do município no Parque Tecnológico é um chamariz para a atração de grandes parceiros para a cidade. “Hoje, estamos com dinheiro em caixa para desenvolver grandes projetos e atrair grandes parceiros para tocar esse desenvolvimento de Maricá. Com a Fiocruz não é diferente. Queremos firmar um acordo que ajude a desenvolver ainda mais a cidade na área da saúde, formando profissionais e produzindo insumos na própria cidade”, concluiu.


A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, ponderou os benefícios para ambas as partes. “Em um ponto mais específico, acredito que a Fiocruz e Maricá poderão se beneficiar de ações vinculadas à incubadoras de projetos inovadores que estamos desenvolvendo na nossa instituição, de sua relação com toda uma política pública de impacto ambiental que nós viemos fazendo no campo da saúde e ambiente, e, por fim, uma visão ampla de educação nos sentidos da formação para o complexo econômico da saúde e da população”.


Para Tiago de Paula, superintendente do Parque Tecnológico, a função da Fundação será estratégica. “A Fiocruz vai organizar o arranjo produtivo na área da saúde. Não só em pesquisa, já que ela é uma das principais líderes na área da saúde no país, mas também para transformar essas pesquisas em negócios que cheguem na população. Isso vai reduzir custos na gestão de saúde, fazer com que os produtos cheguem mais facilmente ao mercado e a população, gerando, assim, renda, emprego, valores. Vai ser o nosso principal ator da área de saúde do parque”, afirmou.


A deputada federal Jandira Feghali foi quem intermediou as conversas entre a instituição e a prefeitura. “Essa é uma das tarefas mais importantes de uma representação parlamentar, que é conseguir enxergar a necessidade das pessoas e incorporar novos processos de tecnologias em favor da saúde, do desenvolvimento, do meio ambiente, em favor daquilo que traz o bem-estar e que pode gerar, estrategicamente, a sustentabilidade do município”, comentou a deputada.


Também participaram da reunião pela Fiocruz o vice-presidente de Gestão e Desenvolvimento Institucional, Mário Moreira, e o chefe de Gabinete da Presidência Valcler Fernandes; além do subsecretário de Desenvolvimento Econômico de Maricá, Romário Galvão, e do diretor de Desenvolvimento da Codemar Carlos Guimarães.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui