Início Notícias de Maricá RJ: Detran inicia ações de fiscalização com vistoria em automóveis em abril

RJ: Detran inicia ações de fiscalização com vistoria em automóveis em abril

Foto: Alexandre Simonini

O Detran inicia no Rio de Janeiro no mês de abril a fiscalização nas ruas com vistoria nos veículos após o fim da vistoria anual nos postos do órgão, obrigados até o ano de 2018. Intitulada de Operação Detran Seguro, a ação será realizada na capital e no interior do estado, no horário comercial, sem aviso prévio dos pontos.

Sete itens serão avaliados pelos agentes do Detran. Fiscalização por agentes do Detran
As ações serão filmadas por câmeras, ligadas online a uma central de monitoramento, localizada na sede do departamento. A medida é preventiva e busca dar garantia à população sobre a lisura das operações. Segundo o órgão, policiais militares terão papel de apoio, mas não fazem parte ação de fiscalização dos veículos.

Confira abaixo os itens que devem ser verificados pelos motoristas
Pneus: É necessário verificar o estado geral e a fixação das rodas.

As calotas e os diâmetros devem ser iguais nos dois eixos. Deve-se ainda verificar se há pneus diferentes no mesmo eixo, se algum deles tem saliências externas ou profundidade inferior a 1.6 mm, se o estado de conservação dos flancos e das bandas são deficientes ou têm desgaste desigual, e se a adequação ao uso está de acordo com a designação do fabricante do veiculo.

Lataria: Não pode ter corrosão acentuada ou de caráter perfuro cortante. No caso dos para-choques, não podem estar excessivamente deformados ou com saliências cortantes.

Vidros e película: Deve-se verificar a conservação, a visibilidade e o funcionamento do sistema de acionamento. Os vidros não podem ter fissuras. No caso de uso de películas, as mesmas precisam estar de acordo com a legislação.

Placas: O dispositivo não pode estar danificado, violado ou falsificado. O mesmo é válido para as placas que sem lacre e/ou selo.

Faróis e setas: Lanternas, faróis baixo e alto, luzes de freio, de ré e de placa, setas indicadoras de direção e alertas não podem estar quebrados ou com as lâmpadas queimadas.

Caso seja identificada alguma irregularidade, e se a falha puder ser resolvida no momento da fiscalização, o veículo será liberado tão logo o problema seja sanado. Se não puder ser resolvido, o veículo não será apreendido caso tenha segurança para circular. Nessa situação, o certificado de licenciamento anual (CRLV) será recolhido e o proprietário terá entre três e sete dias úteis para se apresentar ao Detran com o veículo regularizado.

Com informações: Extra

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui