Robson Giorno com o parecer do Ministério Público, que mostra que a Lei Orgânica de Maricá está errada. (foto: Reprodução)

Agentes da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG), realizaram na manhã desta segunda-feira (17), uma operação de busca e apreensão em Maricá.

Segundo a Polícia Civil, foram apreendidos documentos, celulares, computadores e tablet, que serão analisados.

De acordo com a delegada Bárbara Lomba, a ação está relacionada com o caso do assassinato do empresário e Jornalista Robson Giorno, mas não pode dizer mais informações.

Giorno foi morto no último dia 25 de maio em frente a sua residência, no bairro Boqueirão. O empresário era proprietário do Jornal O Maricá (JOM) e tinha forte atuação política em Maricá.