Início Notícias de Maricá Maricá: Sistema de câmera inteligente contribui para redução de roubos de rua

Maricá: Sistema de câmera inteligente contribui para redução de roubos de rua

Implantadas desde fevereiro de 2019, as 84 câmeras espalhadas pela cidade e interligadas com a Central de Videomonitoramento da Secretaria de Segurança, Ordem Pública e Trânsito têm contribuído significativamente para a redução de indicadores de segurança. Em maio de 2019, por exemplo, a secretaria registrou 42 roubos de rua contra 71 ocorridos no mesmo período do ano passado, o que representa uma queda de 29%.

Com relação a roubos de veículos, os números apontam que houve uma redução de 40,6%, se comparado os anos de 2017 e 2018. Em maio deste ano, por exemplo, 12 veículos foram roubados. No mesmo mês do ano anterior foram 15. Já sobre roubo a estabelecimento comercial esse quantitativo caiu pela metade: 10 em 2018 e 5 registrados em 2019. Roubo a transeunte também teve uma redução significativa no mesmo espaço de tempo: caiu de 51 em 2018 para 38 em 2019.

Quando analisados dentro do período de seis meses (de janeiro a junho deste ano), os números se tornam mais expressivos: o roubo de rua, por exemplo caiu 49% e o roubo a veículos despencou 79%.

De acordo com o secretário de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, Celso Neto, o sistema inteligente é um grande colaborador nesse cenário com números positivos na cidade. Segundo o responsável pela pasta, há um estudo para implementar mais 15 câmeras em lugares estratégicos para dar ainda mais eficiência na prestação de serviços.

“Esse sistema não somente lê a placa do veículo, como gera relatório e dá o perfil da pessoa. Ou seja, se o condutor sair de casa todos os dias para ir à padaria, por exemplo, o sistema vai identificar que ele é morador e vai retirá-lo do monitoramento”, explicou o secretário.

Outro fator de grande relevância para manter as marcas positivas no município foi a construção dos “traffic calmings”. Instalados no início de 2018, os redutores de velocidade contribuíram para a redução do homicídio culposo na direção de veículo (erro cometido por imprudência ou falta de atenção): 33% a menos se comparado os anos de 2017 e 2018.

“Temos a campanha de Educação para o Trânsito em caráter permanente. Ou seja, o trânsito mais humano se torna mais seguro. Além do mais, a cidade sendo bem sinalizada evitamos brigas de trânsito, que muitas vezes acabam se transformando num problema de segurança pública”, destacou Netto.

O secretário adiantou que novos programas de segurança e ordem pública estão sendo estudados e elaborados para dar mais eficiência ao atendimento à população. Um deles é o centro de atendimento às vítimas. Trata-se de um local onde as vítimas de violência, seja qual for, terão acompanhamento jurídico, psicológico e processual. Outro que está em fase laboral é o curso de capacitação para motoboys, além dos já existentes cursos de qualificação para os motoristas da administração.

“Estamos com o novo programa do motoboy legal para preparar essa garotada que trabalha com moto. É um treinamento para ele cuidar da sua própria vida no trânsito e não ficar entregue à própria sorte dirigindo com motocicleta sem capacete ou ainda andando em alta velocidade”, finalizou.