Maricá: Tráfico de drogas impede atuação de empresa de internet em Inoã

O provedor de internet banda larga Leste Telecom, foi impedido de instalar os seus equipamentos no “Minha Casa, Minha Vida” de Inoã, nesta quinta-feira (27).

Segundo informações, uma Equipe de manutenção foi abordada por homens, sendo impedida de trabalhar se não houvesse “acerto” com os integrantes. A empresa postou uma nota informando que deixará de prestar serviços no condomínio residencial Carlos Alberto Soares de Freitas.

“Informamos aos moradores do condomínio residencial Carlos Alberto Soares de Freitas (MCMV de Inoã) que estamos suspendendo a instalação no condomínio por completa falta de segurança para nossa operação. Nossa equipe foi abordada hoje e impedida de trabalhar por ordem “da boca” e que não haveria prestação de serviço no local sem “acerto” (pagamento). Pedimos a compreensão dos moradores do condomínio já cadastrados e com instalações agendadas para tais fatos.Não iremos colocar a segurança dos nossos funcionários em risco! Estamos cancelando todas as instalações agendadas e lançamento do resto da rede que iria cobrir todo o condomínio. Com essa rede atenderíamos inclusive a escola no local – que entraria em nosso acordo com a Secretaria de Educação (ponto gratuito para a administração da escola). Infelizmente o “custo” da violência não se traduz apenas em prejuízo direto para nossa empresa, pela rede já lançada e materiais e mão de obra perdidos. Este custo continuará a ser suportado por todos os moradores da localidade.” Escreveu a empresa Leste Telecom em sua página no Facebook.