Início Itaipuaçu Maricá: Peças para contenção de ressacas começam a ser instaladas na praia...

Maricá: Peças para contenção de ressacas começam a ser instaladas na praia de Itaipuaçu

(Foto: Marcos Fabricio)

As primeiras estacas-prancha que vão compor a contenção contra ressaca na orla de Itaipuaçu começaram a ser instaladas nesta quarta-feira (04/09), pela Prefeitura, próximo a Rua Professor Cardoso de Menezes (antiga Rua Um). No trecho inicial de 2 quilômetros, serão colocadas na areia aproximadamente 3 mil peças feitas de aço anti-corrosivo, a uma distância de 4,5 metros da pista. A estrutura vai ajudar também no suporte do futuro calçadão da orla. A intervenção tem duração prevista de dois meses.

As chapas onduladas com 12 metros de comprimento estão sendo fincadas com a ajuda de um equipamento semelhante a um ‘bate-estaca’, com força para empurrar estruturas com mais de 35 toneladas. Todas serão alinhadas numa extensão total de 4 quilômetros, até a altura da Rua 63. De acordo com a Autarquia de Serviços de Obras de Maricá (Somar), a partir desta parte do bairro as Ilhas Maricás fazem uma contenção natural em caso de ressaca, o que evita que a segunda metade da orla esteja exposta às fortes ondas.

Para o trecho beneficiado, porém, o presidente da SOMAR garante que a montagem da contenção deve acabar de vez com os danos causados por ressacas.

“O que estamos instalando aqui é o que existe de mais confiável para prevenir os feitos de ondas fortes. Grandes obras como o túnel Marcello Alencar, na Zona Portuária do Rio, e o mergulhão de Niterói utilizaram essa tecnologia em sua construção. Em Amsterdã, capital da Holanda, a proteção no entorno dos rios e canais que cortam a cidade também é composta deste material. Podemos garantir que não haverá mais prejuízos onde houver essa barreira”, reforçou Renato Machado.

No total, são quase R$ 140 milhões em investimentos para urbanização de toda a orla de Itaipuaçu, que conta com oito quilômetros de extensão na avenida litorânea – cujo nome oficial é Avenida Allan Bueno Guapyassu de Sá –, mais oito quilômetros na Rua 37, além de 153 ruas transversais, com cerca de 150 metros cada uma. Segundo a Somar, a via principal terá cerca de 8 metros de largura, sendo o calçadão com 4,5 metros e uma ciclovia (esta com 2,30 metros de largura), além de iluminação.