Início Notícias de Maricá Niterói: Morcego com vírus da raiva é encontrado morto no Horto do...

Niterói: Morcego com vírus da raiva é encontrado morto no Horto do Fonseca

(Foto: Divulgação)

Um morcego contaminado pelo vírus da raiva foi encontrado no Horto Botânico de Niterói, no Fonseca. O animal, que se caracterizava pela espécie Artibeus, foi encontrado sem vida e direcionado para o Laboratório de Virologia da Pesagro-Rio, que também registrou, no ano passado, outros três casos em São Francisco.

A doença, que é transmitida dos morcegos para os gatos e cães, e em seguida aos humanos, pode ter como maneira de prevenção a campanha de vacinação contra o vírus, que apesar de ser anual, não acontece por alguns anos na região. Os morcegos da espécie Artibeus, embora não sejam agressivos, podem atacar quando se sentem perseguidos.

Segundo especialistas, eles se alimentam de insetos, folhas e principalmente frutos. Esses animais costumam se adaptar ao meio urbano e estão entre os maiores morcegos do Brasil.

Caso

Em nota, a Prefeitura de Niterói informou que o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Fundação Municipal de Saúde de Niterói faz a vigilância contínua da raiva (hidrofobia) e disse que, desde a década de 1980, não há casos registrados da doença em residentes da cidade.

“Desde 2001 não ocorrem casos da doença em animais domésticos (cães e gatos) no município. No entanto, como em todo o país, o vírus circula em animais silvestres como morcegos e primatas”, dizia a nota.

Ainda de acordo com a prefeitura, em setembro, quando guardas recolheram o morcego, foi realizada a vacinação dos animais das residências do interior do parque, dos animais comunitários que lá residem, bem como reforço no entorno da região, conforme protocolo do Ministério da Saúde.

Vacinação

O Executivo ressaltou ainda que nas últimas campanhas de vacinação antirrábica, Niterói apresentou índice de cobertura vacinal

Questionada sobre a campanha deste ano, a Prefeitura informou que, por conta de um atraso no repasse das vacinas antirrábicas pelo Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro adiou a vacinação animal para o 1º semestre de 2020.

“Diante deste cenário e, considerando que o município de Niterói dispõe de uma reserva estratégica de vacina, os técnicos do Centro de Controle de Zoonoses optaram por realizar um reforço na imunização, ao longo do mês de agosto, em locais estratégicos e obedecendo a critérios epidemiológicos”, informou nota.

Niterói dispõe de duas bases fixas de vacinação antirrábica animal durante todo o ano que funcionam, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, no Campo de São Bento, em Icaraí, e no Horto Florestal do Barreto, na Zona Norte. A vacina é gratuita.

Recomendação

O CCZ esclarece que é importante evitar o contato das pessoas e dos animais domésticos (cães e gatos) com animais silvestres, principalmente morcegos e micos.

Em caso de contato ou acidente, é recomendável lavar o local com água e sabão em abundância e procurar imediatamente a Policlínica Municipal do Largo da Batalha (Rua Reverendo Armando Ferreira, 30 – Largo da Batalha / Telefone 2616-3633). Se o acidente envolver animais domésticos, o Centro de Controle de Zoonoses pode ser acionado pelo telefone: 2625-8441.

O Ministério da Saúde foi procurado pela reportagem, mas não respondeu até o momento.

Matéria: Nathalia Lugão/ Jornal O Fluminense