A Câmara de Vereadores de Maricá (RJ) aprovou o Projeto de Lei de autoria do vereador Ricardinho Netuno (Patri) que proíbe a dupla função motorista-cobrador nas linhas municipais. A lei será encaminhada ao prefeito Fabiano Horta para que seja sancionada.

Na prática, os coletivos da Viação Nossa Senhora do Amparo, única empresa que opera cobrando passagem em Maricá, deverá contratar cobradores e adaptar seus coletivos para a nova função, caso o projeto que foi aprovado na Câmara seja sancionado pelo prefeito Fabiano Horta.

A medida, segundo o vereador Ricardinho Netuno, é garantir a segurança de passageiros e do próprio motorista, já que dar troco e dirigir configura duas funções e que comprometeria a atenção do condutor do veículo. A proibição ainda criaria novas vagas de emprego, já que cada coletivo terá que ter um cobrador.