25 C
Maricá
sexta-feira, dezembro 2, 2022

10 mil pessoas participaram do festival de cerveja “Maricá Bier Fest” em Itaipuaçu

Ao término da terceira edição do Maricá Bier Fest, os números do evento realizado neste fim de semana na Praça Cultural do Ferreira, em Itaipuaçu, mostram que o evento se consolida como um dos principais do calendário da cidade.

Organizado pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) e pela Secretaria de Turismo, a festa foi considerada um grande sucesso de público, com um total aproximado de 10 mil pessoas passando pela praça entre a sexta-feira (25) e o domingo (27/10) e as sete cervejarias participantes servindo um total de 2.100 litros de chopp. Além disso, as barracas de gastronomia de rua chegaram a servir 2 mil lanches.

De acordo com a coordenadora do Maricá Bier Fest, Jane Ferreira, uma mostra da grande procura foi o pedido da parte dos comerciantes para iniciar o evento mais tarde no sábado (26/10).

“Eles queriam repor os estoques, porque muita coisa se esgotou já de sexta para sábado. Todas as vendas superaram as expectativas e todos participantes ficaram realizados. Creio que isso consolida o evento como o maior do gênero em Maricá e já estamos pensando em 2020”, avaliou ela, que atua na Secretaria de Turismo.

Entre os cervejeiros, o maricaense Fábio Viegas era um dos que estava bastante satisfeito com o resultado. “Tudo muito bem produzido e com um retorno de público interessante. Precisamos de mais eventos assim e a prefeitura vem realizando uma série deles, onde chama o comércio local para participar”, constatou.

Até o grupo de dança típica suíça que se apresentou na abertura vindo de Nova Friburgo (Região Serrana do estado) ficou para curtir a festa. “Viemos dançar e agora estamos curtindo a festa, que está muito bem organizada e com o povo de Maricá super receptivo”, afirmou Tiago Cardinot, de 40 anos.

Famílias inteiras foram curtir a Maricá Bier Fest nos três dias. Um exemplo foi o bancário Pedro Martins, de 35 anos, que levou a esposa e o filho de 3 anos. “É a terceira vez que venho e a festa fica melhor a cada ano que passa, estão todos de parabéns”, disse Pedro, que mora há três anos no Barroco.

O irmão dele, o engenheiro Gabriel Morais, veio de Volta Redonda (no Sul Fluminense) e também estava bastante satisfeito com o evento. “O que observei é que está mesmo bastante família, com uma organização impecável”, disse ele, que tem 37 anos.

Acompanhe-nos no Google Notícias

Sem boatos, sem fofocas, apenas notícias relevantes para você ficar bem informado.

spot_img
spot_img
spot_img