segunda-feira, 25 Maio, 2020
22.5 C
Maricá

Niterói vai comprar testes rápidos para identificar Coronavírus

Niterói tem 36 casos confirmados da Covid-19: 20 estão em isolamento domiciliar, oito hospitalizados, sete pessoas curadas e um morto

Niterói segue no isolamento social e a passos mais lentos na infecção e propagação de coronavírus. Até o momento, a cidade tem um óbito e 36 casos confirmados da Covid-19, onde 20 pessoas seguem em isolamento domiciliar, oito estão hospitalizadas (dessas, cinco em Unidades de Terapia Intensiva), sete pessoas recuperadas e curadas e um morto. Nenhum na rede pública hospitalar. Esses números são resultado das ações implementadas pelo Gabinete de Crise, criado em janeiro, pela Prefeitura.

Uma das principais medidas adotadas pelo Gabinete de Crise foi o arrendamento do hospital da região oceânica.

“Nas próximas semanas, teremos a inauguração de um hospital exclusivo para coronavírus com novos leitos com respiradores. Niterói é a primeira cidade do Brasil que vai abrir um hospital apenas para tratar pacientes acometidos pela Covid-19.”, relatou o Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves.

Rodrigo Oliveira, Secretário de Saúde, ressaltou que a cidade precisa monitorar os casos da Covid-19.

“Estamos comprando testes rápidos para fazer massivamente na população, mesmo naquelas pessoas que tiverem sintomas leves. Não vamos esperar o Ministério da Saúde. Até hoje, só recebemos uma quantidade de testes que nos permita fazer nas pessoas com sintomas mais graves”, disse. O prefeito acrescenta que a testagem massiva é necessária para ter um controle maior da expansão do vírus para nortear as ações do Gabinete de Crise.

De acordo com o Prefeito, o município tem características socioeconômicas e territoriais que tornam fácil e rápida a propagação do coronavírus.

“Niterói tem uma grande parcela de sua população em classes média, média alta e alta e com viagens ao exterior, principalmente em meses de férias como dezembro, janeiro e fevereiro e isso propiciou que a doença chegasse aqui. Mas também temos uma população muito receptiva e informada que tem respeitado as indicações das organizações de saúde e sanitária e estão mantendo a quarentena, o que nos permite um avanço mais lento da doença. Se não tivéssemos adotado a quarentena, mesmo nos casos leve, já teríamos uma propagação muito rápida. Niterói ainda não teve nenhuma transmissão comunitária.”, analisou o prefeito.

O prefeito lembra que a cidade tem a maior maior proporção de idosos, que apresentam 40% a mais probabilidade de óbito. Atualmente, são sete na faixa de 60 a 69 anos e quatro de 70 a 79 com a Covid-19 entre os casos confirmados de Niterói.

O prefeito Rodrigo Neves estima uma retomada gradual das atividades ainda no mês de abril. Porém, ressalta que está tomando todas as medidas para que Niterói se recupere não apenas da doença, mas também na economia.

“Estamos com diversas ações voltadas à injeção de dinheiro na economia. Já aprovamos o cartão que será dado aos microempreendedores individuais (MEIs) no valor de R$ 500 durante três meses, que poderá ser usado em supermercados, farmácias e postos de combustíveis. Em dois dias, já tivemos 4720 MEIs cadastrados para receber o benefício. Já na próxima semana, vamos aprovar na Câmara de Vereadores o programa Empresa Cidadã, que vai pagar um salário mínimo para até nove funcionários de empresas com 19 funcionários ou menos, desde que os empresários se comprometam a não demitir ninguém por pelo menos seis meses. Também enviaremos a proposta de crédito aos empresários de pequeno e médio porte com empréstimos em valores que variam de R$ 50 mil a 200 mil, a juro zero, seis meses de carência e em até 36 parcelas”, explica o prefeito.

Rodrigo Neves ressalta que não está escolhendo entre saúde ou economia, mas age para que ambas sejam preservadas. O prefeito destaca a importância de todos os vereadores estarem engajados independentemente de posição política.

Outra ação importante nessa empreitada é em relação à população em situação de rua.

“Triplicamos nossos abrigos e estamos arrendando hotéis no centro para acolher essa população. Vamos, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, fazer um trabalho de abordagem para tentar que eles cumpram a quarentena dentro dos espaços destinados e possam passar por esse período com segurança”, falou o prefeito.

Rodrigo Neves antecipou que o Gabinete de Crise levou em consideração as questões levadas pela população e demais setores. Por isso, na próxima semana, entre os dias 30 de março e 3 de abril, será aberta exceção para serviços de mecânica e lojas de material de construção para melhorar a logística de alguns setores como os hospitais da rede privada.

“A ideia é que no dia 10 de abril façamos uma avaliação geral da situação para tentar encerrar a quarentena total e voltar gradativamente às atividades econômicas. Até lá, volto a pedir que respeitem o isolamento social. Não somos profissionais de saúde, mas podemos salvar vidas ficando em casa”, reforçou Rodrigo Neves.

77,852FansLike
27,144FollowersFollow
2,714FollowersFollow
984SubscribersSubscribe