Notícias de MaricáSaúde

Maricá: Lei aprovada na Câmara prevê campanha de vacinação canina contra leishmaniose

O Projeto de Lei Nº 260 de Outubro 2021 de autoria do vereador Ricardinho Netuno foi aprovado na Câmara de Maricá e estabelece a campanha de vacinação canina contra a leishmaniose.

A doença afeta tanto os animais quanto humanos e, por não haver vacina para humanos, o ideal é a imunização dos animais para evitar que a doença se espalhe.

Vale destacar que diversos estudos incluem Itaipuaçu como área de grande ocorrência de casos de leishmaniose na região, muito devido à região de marca que circunda o distrito.

O Projeto de Lei prevê que a prefeitura crie uma campanha de divulgação tendo como metas a elucidação sobre as características da doença e sintomas; precauções a serem tomadas pelos proprietários de animais; orientação sobre vacinação; orientação acerca do manejo ambiental; plano de manejo de inseticidas residual domicilia; além do monitoramento de vetores; campanha de distribuição de coleiras impregnadas com deltametrina ou substância com propriedades equivalentes no combate a Leishmaniose; campanha de vacinação gratuita dos animais e capacitação dos profissionais da área para realização do diagnóstico precoce da doença.

Caberá agora a aprovação ou veto do projeto pelo prefeito de Maricá Fabiano Horta.

Sintomas

As leishmanioses tegumentares causam lesões na pele, mais comumente ulcerações e, em casos mais graves (leishmaniose mucosa), atacam as mucosas do nariz e da boca. Já a leishmaniose visceral, como o próprio nome indica, afeta as vísceras (ou órgãos internos), sobretudo fígado, baço, gânglios linfáticos e medula óssea, podendo levar à morte. Os sintomas incluem febre, emagrecimento, anemia, aumento do fígado e do baço, hemorragias e imunodeficiência. Doenças causadas por bactérias (principalmente pneumonias) ou manifestações hemorrágicas são as causas mais frequentes de óbito nos casos de leishmaniose visceral, especialmente em crianças.

Separar Banners

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo