Notícias de Maricá

Maricá realiza estudo para implementar energia solar nas escolas municipais

O Instituto Municipal de Informação e Pesquisa Darcy Ribeiro (IDR) concluiu um levantamento abrangente sobre o potencial de energia solar fotovoltaica nas escolas municipais de Maricá. O estudo teve como objetivo fornecer à Secretaria de Educação uma visão geral da capacidade de geração de energia elétrica por meio da instalação de painéis solares nas unidades de ensino.

De acordo com os resultados apresentados no relatório, as coberturas das edificações escolares são adequadas para suprir completamente a demanda de energia elétrica dessas instituições educacionais. O estudo levou em consideração as 65 escolas municipais, bem como o prédio da Secretaria de Educação.

O potencial de geração solar fotovoltaica excede em mais de 350% o consumo anual total registrado atualmente. Embora algumas unidades não possuam condições favoráveis para a instalação de sistemas fotovoltaicos em seus telhados, a produção excedente das demais edificações é suficiente para abastecer toda a rede de ensino municipal.

“Esse retrato nos traz duas importantes observações: a economia que o governo de Maricá pode alcançar com a instalação desses sistemas na rede escolar. Além disso, outra questão interessante do ponto de vista ambiental é a produção de energia renovável”, destaca o presidente do IDR, Romário Galvão.


O projeto foi conduzido em várias etapas. A equipe começou coletando dados sobre o consumo energético das escolas e, em seguida, realizou visitas técnicas para identificar as áreas com potencial adequado para a implementação do projeto. Por meio da análise das faturas de energia elétrica, foi possível determinar a área necessária para atender à demanda energética da rede.

“Maricá se encontra em uma realidade cada vez mais tecnológica e conectada. Levar recursos inovadores para dentro da sala de aula, além de já contar também com toda a rede de ensino climatizada, trouxe a preocupação com o aumento da demanda de energia elétrica. Foi então que contamos com o apoio do IDR para fazer esse levantamento”, explica a secretária de Educação, Adriana Costa.


Após a conclusão das etapas iniciais, a equipe iniciou a fase de cálculo e dimensionamento dos sistemas fotovoltaicos utilizando software especializado. Os sistemas foram projetados para suprir, no mínimo, a demanda de energia elétrica das escolas municipais. Diversos fatores foram considerados, como radiação solar, sombreamento, variações sazonais, desempenho e eficiência dos equipamentos, além de outros indicadores de qualidade.

Separar Banners

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo