Notícias de Maricá

Prazo para usuários do Bilhete Único Intermunicipal declararem renda termina nesta semana

O prazo final para os usuários do Bilhete Único Intermunicipal (BUI) declararem sua renda é na próxima terça-feira, dia 24. A Secretaria de Estado de Transporte e Mobilidade Urbana (Setram) e a Riocard, que opera o sistema de bilhetagem, explicam que há canais online para essa declaração. Os usuários só precisam informar se sua renda pessoal é igual ou superior a R$ 3.205,20, que é o limite do BUI, e, em seguida, confirmar o termo de responsabilidade.

Para não perder as notícias mais relevantes de Maricá você pode fazer parte do nosso canal no Whatsapp clicando aqui neste link.


Quem não atualizar essa informação terá seu benefício suspenso a partir de 25 de outubro. Esta é a última etapa da atualização da autodeclaração, que foi antecipada para cumprir uma decisão judicial que reduziu o limite do BUI de R$ 7.507,49 para os atuais R$ 3.205,20. Os usuários que nasceram até julho e não atualizaram a declaração e tiveram o benefício suspenso podem reativá-lo, desde que estejam dentro do limite de renda. No entanto, eles terão que pagar o valor total da passagem até que a mudança seja processada.

A atualização pode ser feita em apenas três passos através dos canais da Riocard Mais, que estão disponíveis 24 horas por dia, sete dias por semana, para maior comodidade dos passageiros. Não é necessário apresentar novos documentos, pois cada cliente deve fornecer informações já registradas no sistema Riocard Mais, como nome, CPF e número do cartão de transporte.

Com o BUI, o usuário só paga no máximo R$ 8,55 quando utiliza até dois meios de transporte públicos, sendo um deles intermunicipal. O governo estadual cobre a diferença entre esse valor e o custo real das viagens.

Para aqueles que têm o BUI associado ao cartão Vale-Transporte e possuem renda acima de R$ 3.205,20, o benefício está sendo gradualmente desabilitado. Não é necessário atualizar a declaração de renda, pois o sistema Riocard Mais faz isso automaticamente com base na última informação de renda fornecida. Empresas devem considerar isso ao comprar créditos de transporte para funcionários com renda acima do novo limite do BUI. Isso deve levar em conta os meios de transporte utilizados e os créditos necessários para o planejamento das viagens dos colaboradores que tiverem o benefício desabilitado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo