Notícias de Maricá

Maricá: Organização Social que administrava hospital Che Guevara terá que devolver R$ 9 milhões aos cofres públicos

Em uma ação civil pública, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) firmou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para que a organização social ASM devolva aos cofres públicos do município de Maricá (RJ) a quantia de R$ 9.073.276,47 referentes à cota patronal, às transferências entre contas e aos pagamentos em desconformidade apurados na prestação de contas final.

Para não perder as notícias mais relevantes de Maricá você pode fazer parte do nosso canal no Whatsapp clicando aqui neste link.


O valor, de acordo com o TAC, deverá ser pago pela ASM em 22 parcelas mensais de R$ 412.421,66, com vencimento no décimo dia de cada mês, a contar da data de assinatura do presente Termo de Acerto de Contas.

Na ação civil pública, o MPRJ pede também que a Prefeitura de Maricá decrete a nulidade do contrato de gestão nº 06/2021 celebrado entre a Prefeitura de Maricá e a ASM, visto que os atos praticados pelo Município “foram viciados por quebra dos deveres de legalidade, impessoalidade, razoabilidade e moralidade administrativa, além de violarem a supremacia do interesse público na medida em que impediram a assinatura do contrato de gestão da unidade de saúde com a entidade que apresentou a melhor proposta e, por este motivo, também colocaram em risco a preservação da saúde e da vida dos cidadãos de Maricá”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo