Notícias de Maricá

Polícia investiga morte de gato arremessado de carro em Maricá

A morte de um gato por maus tratos está sendo investigada pela Polícia Civil em Maricá, na Região Metropolitana do Rio. O pai da tutora do animal é considerado o principal suspeito.

A tutora, Beatriz Ferreira, relatou que houve discussões entre ela e o pai por causa do gato, chamado Apolo, que ele não queria em casa. Quando o gato desapareceu, Beatriz procurou pelas ruas, mas sem sucesso. Posteriormente, recebeu uma mensagem indicando o corpo do gato na Rua 81, onde o pai trabalha.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o gato é jogado de uma picape prata e atropelado em seguida. Beatriz afirma que o veículo pertence ao pai.

Beatriz compartilhou nas redes sociais que o gato significava tudo para ela e ajudava no seu tratamento contra a depressão.

Até o momento, o suspeito não foi encontrado pela Polícia Civil. A legislação prevê uma pena de 4 a 12 anos de prisão para casos de maus tratos seguidos de morte de animais.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo