Notícias de Maricá

Maricá usa drones para monitorar fazenda da Codemar para evitar invasões

Com o objetivo de impedir invasões em uma fazenda pública comprada pela Codemar, um monitoramento utilizando drones com câmeras térmicas passou a ser intensificado. As invasões eram práticas feitas por grileiros antes da venda para prefeitura.

A fazenda Nossa Senhora do Amparo, que fica no Caju, é da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar). A empresa realiza, lá, projetos de produção de fármacos e alimentos em parceria com universidades federais. Com a vigilância aérea, ficará mais fácil garantir a integridade dos campos e estruturas, além da segurança das equipes de pesquisadores, numa área tão vasta.

“A equipe de vigilância já atua desde o primeiro semestre. Temos rondas 24h. O drone é uma ferramenta quem vem aperfeiçoar e facilitar o trabalho, auxiliando os vigilantes a monitorarem todas as áreas da fazenda, fazendo o controle de todo o perímetro”, explicou Fernanda Garcia, superintendente da Codemar.

A exposição de Maricá na mídia como cidade rica em royalties de petróleo e com diversos programas sociais faz com que moradores de outras cidades e até mesmo estados venham para o município, porém, muitas dessas famílias não possuem condições de comprar uma casa e acabam buscando por terrenos baratos e sem qualquer legalização, o que vem se tornando um problema para o poder público, que tenta agir a tempo e impedir as construções, demolindo ainda durante as obras.

Separar Banners

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo