PM estoura fábrica de balões em Maricá e prende uma pessoa

RIO – Uma fábrica de balões em Inoã, distrito de Maricá, foi estourada no fim da tarde desta quarta-feira por policiais do Batalhão de Polícia Florestal e do Meio Ambiente (BPFMA). Os PMs prenderam o motorista de van Amarildo Fonseca de Araújo, de 48 anos, dono da casa, que fica na Travessa Flamengo 4. Foi a segunda fábrica desativada pela PM em dois dias graças a denúncias feitas ao Disque-Denúncia (2253-1177). Nesta terça, o BPFMA apreendeu sete balões e prendeu o dono de um depósito em Itaúna, São Gonçalo.
Imagem: Reprodução
Em Inoã foram apreendidos um balão de oito metros, dois maçaricos, uma bandeira de 12 metros x 7 metros, sete caixas de morteiros, 33 caixas de bombas artesanais conhecidas como cabeça de nego, 29 chilenas e quatro bocas de balão. Amarildo Araújo foi levado à 82ª DP (Maricá). Ele vai responder por infração ao artigo 42 da Lei 9.605, que trata de Crimes Ambientais, podendo ser detido de um a três anos.
Segundo o comandante do BPFMA, coronel Mário Fernandes, o motorista também será multado com base na Lei estadual 3.467, que vai de R$ 1 mil até R$ 10 mil. A multa está prevista no Código de Infrações Ambientas do Estado do Rio.
No último fim de semana, foram contabilizados pelo menos nove focos de incêndio na cidade, o maior deles na Lagoa. Relatos indicam que o incêndio no Morro dos Cabritos, iniciado por volta das 22 horas de sábado destruindo 20 hectares da Mata Atlântica, teria sidoprovocado por um balão. 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here