27 C
Maricá
sábado, novembro 26, 2022

Menina encontrada subnutrida em Inoã completa 15 anos e comemora com pais e amigos


Fernanda aguarda agora a chance de ser adotada
SECOM – A menina Fernanda da Silva, que foi encontrada há quatro anos trancafiada junto com bichos em um cubículo na favela Risca Faca em Inoã, completa 15 anos de idade nesta quarta-feira (15/12). Resgatada subnutrida por Célia Mello, enfermeira chefe do banco de sangue de Maricá, a jovem vive hoje cercada do carinho e da atenção dos pais e irmãos de coração.
“Fernanda era mantida presa pela mãe biológica e, quando a resgatei, em 18 de outubro de 2006, com 10 anos e 10 meses, parecia um bebê de colo de tão raquítica. Não gosto nem de lembrar. Quando olho para minha filha agora, com um metro e 55 de altura e tendo, dentro do possível, uma vida normal, sinto muita emoção”, comenta Célia.
Durante todo esse período que vem cuidando da menina, a enfermeira luta para conseguir a guarda definitiva de Fernanda para que ela possa ter, perante a justiça, direitos de filha legítima.  “Ela já é de fato. Só falta ser de direito”, diz.
Fernanda é semicadeirante e, por conta de não ter sido alimentada, sofreu atrofia do nervo ótimo por carência de vitamina B12, conforme laudo da Associação Fluminense de Amparo aos Cegos (AFAC).
“Minha filha é acompanhada pelo médico geneticista Eduardo Vieira Neto, do Hospital do Fundão e, na semana passada, fizemos uma ressonância magnética do cérebro dela para sabermos se ele também atrofiou. O resultado sai no início de janeiro”, conta ansiosa.
Apesar de todas as dificuldades, Célia diz que Fernanda foi um presente de Deus para ela e o marido e que o aniversário será comemorado no sábado (18.12) com a família e amigos mais próximos. “Atualmente, minha única preocupação é mesmo a de conseguir adotá-la”, conclui.

Acompanhe-nos no Google Notícias

Sem boatos, sem fofocas, apenas notícias relevantes para você ficar bem informado.

spot_img
spot_img
spot_img