sábado, 10 abril, 2021
24 C
Maricá

Operação “Em nome do filho” poderia se chamar “Em nome de Madame” em Maricá


caixa3.jpg 
TVC/ASCOM/PF
Vila Velha/ES – A Polícia Federal realizou no dia 15, a operação Em Nome do Filhoem decorrência de investigação iniciada no Gabinete de Gestão Integrada, formado pela integração do Judiciário Eleitoral, Ministério Público Eleitoral e Polícias Federal, Civil e Militar. Foram cumpridos, por determinação da Justiça Eleitoral, cinco mandados de prisão e treze mandados de busca em Serra/ES e na capital paulista por 45 policiais federais do Espírito Santo e São Paulo.

A investigação que culminou no cumprimento dos mandados apurava a existência de caixa dois na campanha eleitoral de candidatos do Espírito Santo. Resultou na prisão de um contador, responsável pela prestação de contas de diversos candidatos, um assessor de um candidato, um empresário que fornecia a documentação necessária para as fraudes nas prestações de contas, um empresário de São Paulo que fornecia recursos para a contabilidade paralela na campanha e o responsável pela atividade da empresa no Espírito Santo.

Ao longo da investigação verificou-se a ocorrência de outros crimes, o mais grave consistia em impor ao funcionalismo comissionado o apoio a determinados candidatos sob pena de exoneração, o que caracteriza o crime de extorsão eleitoral sendo que qualquer pessoa que tenha sido vítima desse crime deve procurar a Polícia Federal para informar a ocorrência.

Das cinco pessoas presas, duas delas além de responderem aos crimes cometidos, interferindo também nas investigações, fazendo contato com testemunhas a fim de impedir ou influenciar os depoimentos, para encobrir os crimes praticados.


Em Maricá, houve muitos funcionários que eram obrigados a apoiar a “Madame Z” e atual Secretária do prefeito e Marido.
Além de Extorção Eleitoral, a campanha milionária de “Madame” não convenceu a muitos de que foram gastos apenas aquilo que foi declarado (do diretório Nacional e de doações de comissionados e de vereador).
Acredito que a Polícia Federal irá mirar suas investigações para Maricá, onde, recebem-se Royalties e nada se vê, só lama e lixo.

Apoie o 'Maricá Info'!

Apoie o JORNALISMO INDEPENDENTE. Clique aqui, faça uma contribuição mensal e ajude-nos a manter o nosso trabalho.

Maricá
céu limpo
24 ° C
25 °
23 °
61 %
1kmh
0 %
dom
27 °
seg
30 °
ter
25 °
qua
26 °
qui
23 °
spot_img