#DilmaPrivatiza – Privatizar aeroportos é só o primeiro passo

Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) diz que o sistema precisa de articulação que envolva toda a indústria aérea

Imagem Ilustrativa
A decisão do governo Dilma de entregar à iniciativa privada a construção e a operação dos novos terminais de passageiros nos aeroportos de Cumbica, em Guarulhos, e Viracopos, em Campinas, de acordo com reportagem publicada desta segunda-feira no jornalFolha de S. Paulo, não será suficiente para deixar em ordem a estrutura do setor aéreo.
Segundo uma fonte da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), que pede para não ser identificada, este é apenas o primeiro passo em um processo que precisa ser mais abrangente. “É preciso incluir outros ângulos na discussão. Se não houver um marco regulatório bom para a aviação, uma base sólida, não vai mudar”, disse o especialista.
Mais importante do que privatizar os terminais é centralizar a administração do setor aéreo e colocá-la sob um nome forte, de acordo com a fonte da Iata. “É importante ter alguém que se responsabilize por trazer toda a indústria para conversar. Isto inclui empresas aéreas, agências regulatórias e os consumidores.” Neste domingo, o novo ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, confirmou que o governo criará um órgão especial para administrar o setor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here