domingo, 24 janeiro, 2021
28.9 C
Maricá

SRZD – Escolas de Maricá se encontram em péssimo estado de conservação



O site SRZD continua sua série de reportagens sobre as denúncias de Maricá que são enviadas diariamente pelos leitores. Nesta terça-feira, a educação entra em foco, especialmente o estado como se encontram algumas das principais escolas. Os colégios municipais Brasiliana Coutinho, Reginaldo Domingues dos Santos e Dilza da Silva Sá Rego, Amada Peña e da Creche Estrelinha apresentam péssimo estado de conservação, onde alunos precisam estudar com afiação exposta nas paredes, infiltrações, esgoto exposto e terreno cedendo, entulhos deixados no pátio, teto sem forro. As imagens foram registradas na semana passada e enviadas à redação. 
Os alunos da Escola Amanda Peña convivem com entulhos que foram deixados no pátio da unidade e também com problemas de conservação, como infiltração nas paredes e outros. Além disso, o forro da sala de aula foi arrancado porque havia o risco de cair sobre os estudantes. Estas foram algumas denúncias que o SRZDrecebeu sobre os problemas da Educação na cidade de Maricá.
A equipe de reportagem também recebeu reclamações sobre problemas de infraestrutura em escolas e de climatização. Segundo professores, a sensação térmica nas salas de aula ultrapassa os 40 graus nos dias mais quente, o que prejudica o rendimento dos alunos. Em novembro, as crianças da Creche Estrelinhas do Amanhã tinham aulas dentro de uma sala improvisada em uma garagem.
Apesar dos relatos de problemas de conservação nas escolas e das evidências denunciadas, a Prefeitura de Maricá afirma que investe na reforma de várias escolas. De acordo com a gestão municipal, este investimento não se limita apenas na pintura das salas, mudança de portas e janelas, colocação de quadros brancos, ou mesmo de novas luminárias e ventiladores, pois algumas unidades escolares também foram ampliadas e ganharam quadras de esportes.
A Secretaria Municipal de Educação, por meio da assessoria de imprensa, promete para a Escola Amanda Peña, onde imagens mostram que alunos convivem com entulho, a construção de um refeitório, três novas salas para educação infantil, reforma e ampliação da cozinha, reforma e construção da cobertura da quadra de esportes (a quadra vai ser incorporada a escola), reforma geral do telhado, revisão na parte elétrica e hidráulica, pintura, colocação de forro de PVC, entre outras melhorias. O SRZD ficará de olho para ver se obras sairão do papel. 
Já a respeito da denúncia sobre a sala improvisada dentro de uma garagem, a Prefeitura nega o fato. Segundo a administração municipal, a unidade funciona em uma casa alugada e as salas passaram por adaptação, portanto a referida sala “tem toda ventilação necessária para que os alunos possam estudar”.
Prefeitura promete novo concurso
A Secretaria Municipal de Educação, por meio da assessoria de imprensa, justificou ao SRZD que é normal o procedimento adotado para horas extras enquanto o novo concurso não é realizado. Além disso, a administração municipal esclarecer sobre os reajustes salariais dados a categoria.
“Com relação as horas extras, elas são normais em qualquer área profissional. Os professores que realizam horas extras recebem para isso. Enquanto o concurso público não é realizado, a Educação enviou para votação na Câmara de Vereadores, a realização de contrato temporário, de 1 ano, para professores. Mesmo com o concurso, o contrato possibilita que a Educação cubra vagas de licença maternidade e licença prêmio, que podem durar até 6 meses”, informou a nota enviada ao SRZD.
Segundo a gestão municipal, de 2009 até agora, acumulados, os reajustes já somam 21,14%, sendo que o último reajuste de 6% foi aprovado pela Câmara de Vereadores, em junho, e será retroativo a primeiro de maio.
A administração municipal também explicou que novo concurso deve ser feito para atender todas as áreas. Segundo a Prefeitura, a proposta de concurso está em análise na Secretaria de Administração. Para o setor de Educação, a Secretaria já enviou o número de vagas: docente II (primeiro ao quinto ano e Educação Infantil)- 200 vagas, docente I- Português 30 , Artes 10, Arte sem música 10, Inglês 15, Educação Física 20, Geografia 15, História 15, Matemática 30, Ciências 20, Química 2, Física 2, Biologia 2, Interprete de libras, 2 Instrutor de libras, professores bilingue 3, ensino religiosos 15, Agente administrativo escolar 60, Orientador Pedagógico 15, Orientador Educacional 15, inspetor escolar 3, inspetor de alunos 30, secretária escolar 50, bibliotecária 10 e auxiliar de ensino 50.
Reportagem: Laura Machado
* Edição: Gleriston Rodrigues

Ajude o 'Maricá Info'

Apoie o JORNALISMO INDEPENDENTE. Clique aqui, faça uma contribuição mensal e ajude-nos a manter o nosso trabalho.

Maricá
chuva fraca
28.9 ° C
30 °
28 °
57 %
2.6kmh
0 %
dom
29 °
seg
29 °
ter
30 °
qua
30 °
qui
31 °