26 C
Maricá
sexta-feira, dezembro 2, 2022

Jovem desaparecido é encontrado morto em Itaipuaçu

Mesmo com a grande mobilização nacional para encontrar o jovem estudante de administração, Juan Carlos Nóbrega, de 21 anos, que havia desaparecido desde a última quarta-feira (25) foi encontrado morto no interior do Parque Estadual da Serra da Tiririca, em Itaipuaçu. Ainda não se sabe se foi assassinato ou suicídio. Juan havia enviado mensagens para a namorada em tons de despedida e nunca mais a respondeu. Peritos da Polícia Civil irão fazer a perícia no local. Segundo informações, o corpo estava em estado avançado de decomposição. A polícia chegou até o local após informações de um taxista que infirmou que teria deixado um jovem com as mesmas descrições de Juan na Serra da Tiririca. Ele era morador de Icaraí, em Niterói e teria caído de uma altura de mais de 400 metros. Segundo a própria família confirmou a morte do estudante e informou ter sido suicídio.

Juan tinha 21 anos e era estudante de Administração na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).
Juan tinha 21 anos e era estudante de Administração na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Jovem desapereceu após enviar mensagem em tom de despedida para a namorada. (foto: Divulgação / Internet)
Jovem desapereceu após enviar mensagem em tom de despedida para a namorada. (foto: Divulgação / Internet)

Em uma campanha iniciada na internet, mais de 44 mil pessoas, de vários estados brasileiros, se dispuseram a ajudar a família, que passou o último fim de semana em busca de informações sobre o paradeiro do jovem. Antes de desaparecer, ele sacou R$ 300 em um banco do Shopping Tijuca, na Zona Norte do Rio.
No último fim de semana, familiares de Juan estiveram em Ilha Grande, na cidade de Angra dos Reis, em busca de informações sobre o rapaz. Ao analisarem o computador dele, parentes viram que ele fez pesquisas sobre pousadas na ilha da Costa Verde fluminense. As buscas, no entanto, não deram resultado. De acordo com o irmão de Juan, Paulo Nóbrega, ele não deu nenhuma pista de que pretendia sumir. Apesar de estar envolvido com problemas na faculdade, por conta de conflitos na matrícula com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, o jovem sempre transmitiu tranquilidade e foi uma pessoa fechada, de acordo com o parente.
“Ele sempre foi um rapaz tranquilo. Não tinha nenhum sinal de depressão, nunca usou drogas, nem nada. A gente acha que ele se desequilibrou por conta do problema que ele está tendo na universidade e quis fugir um pouco dessa realidade. Vimos no computador dele que, nos últimos dias, ele fez pesquisas sobre pousadas em Ilha Grande. Estamos indo para lá atrás de informações. Vamos bater de pousada em pousada, com a foto dele, para ver se a gente encontra.” Disse o irmão antes de encontrar o corpo de Juan.

Acompanhe-nos no Google Notícias

Sem boatos, sem fofocas, apenas notícias relevantes para você ficar bem informado.

spot_img
spot_img
spot_img