Início Notícias de Maricá Maricá: Hospital deve ficar pronto só no segundo semestre de 2019

Maricá: Hospital deve ficar pronto só no segundo semestre de 2019

(foto: João Henrique / Maricá Info)

Em audiência pública para prestação de contas da Secretaria Municipal de Saúde, a Secretária de Saúde Simone Costa informou ao jornalista Pery Salgado que o novo hospital municipal Ernesto Che Guevara deverá ficar pronto apenas no segundo semestre de 2019.

Segundo a secretária, ainda falta liberação do Ministério da Saúde para que o hospital possa funcionar.

“Para a abertura de um hospital não dependemos só da parte física. Além dela, temos que ter habilitações, tanto federal quanto estadual. Teremos uma visita do Ministério da Saúde. Solicitamos para o hospital novo a Categoria Porta Aberta. A gente vai precisar ser Porta Aberta. Na nossa região só temos uma unidade assim que é o Hospital Aberto Torres. Teremos a possibilidade do porto, então precisaremos ter uma unidade de alta complexidade em nosso município e todas as habilitações são delimitadas pelo Ministério da Saúde. Os equipamentos de ponta já estão sendo comprados. Estão sendo feitos os processos licitatórios. Nossa previsão é o segundo semestre de 2019”.

O jornalista perguntou também sobre o Centro de Diagnóstico e a Unidade Básica de Saúde do Flamengo que será transformada em Posto de Saúde da Família, o primeiro da região central de Maricá, e que, durante a inauguração da Arena Flamengo em janeiro deste ano, a secretária informou ao jornalista com exclusividade, que a entrega seria em março,fato que não aconteceu e hoje, as duas obras vizinhas, estão paradas com placas imputando a paralisação ao governo federal.

Simone disse que a parte física está praticamente pronta e que realmente a UBS será transformada em PSF, com atendimento mais amplo e com mais especialidades, mas que devido a construção de um muro de contenção de um condomínio ao lado dos prédios públicos, a entrega está prevista para o início de 2019.

Na apresentação de dados foram retratados de forma detalhada os relatórios quadrimestrais. Estiveram presentes os vereadores Dr. Felipe Auni, Cemar, Ismael Breve e Ricardinho Netuno, além da secretária de Saúde, Simone Costa, e representantes da Secretaria.

Durante a audiência, foram apresentados os números de atendimentos ambulatoriais e emergenciais, exames realizados, cirurgias, além da quantidade de postos de saúde, locais de atendimento, entre outros.

Também foram apresentados os indicadores e metas da Secretaria Municipal de Saúde. Por exemplo, a meta pactuada para 2018 para a cobertura populacional estimada pelas equipes de atenção básica foi de 78%. Até abril 76% da população foi alcançada. Também foi feito demonstrativo financeiro com dados da receita de impostos e transferências para a Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui