domingo, 9 agosto, 2020
22.5 C
Maricá

Niterói proíbe entrada de pessoas de outros municípios que não trabalham em serviços essenciais

A prefeitura de Niterói estenderá até 30 de abril as medidas de isolamento social, que vigoram desde 16 de março. O prefeito Rodrigo Neves (PDT) anunciou em sua live diária nas redes sociais na noite dessa terça-feira (21) que serviços médicos e odontológicos, óticas, bancas de jornais, lojas de materiais hospitalares, de manutenção de equipamentos eletrônicos e mecânicos e de conserto de bicicletas poderão funcionar a partir desta quinta-feira. No mesmo dia, passará a ser proibida em Niterói a entrada de pessoas vindas de outros municípios que não trabalham em serviços essenciais na cidade. Um plano para a rebertura gradual de outros estabelecimentos será executado a partir de maio.

Segundo Rodrigo Neves, representantes da prefeitura montaram um grupo de trabalho junto a membros do setor privado, de entidades representativas, para a elaboração, em sete dias, do plano de retomada gradual do comércio a partir do mês que vem. O prefeito justificou a permissão que dará à parte do setor para funcionar em meio à pandemia do nono coronavírus.

“São serviços médicos e de conserto de equipamentos que as pessoas precisam nesse momento e que estão há mais de mês sem funcionar. Eles vão abrir com todas as medidas de segurança necessárias para atenderem à população sem aglomerações e o mínimo de contato possível. As lojas de conserto de bicicletas são importantes porque com a abertura gradual do comércio este será o meio de trasporte mais seguro para se locomover pela cidade e evitar aglomerações e a transmissão do vírus”, explicou o prefeito.

Na mesma transmissão on-line, Rodrigo Neves disse que pessoas vindas do Rio, de São Gonçalo e de Maricá que não trabalham em serviços essenciais em Niterói serão impedidas de entrar na cidade. A medida já vale para táxis e veículos de transporte de aplicativos de outros municípios há tres semanas nos sete pontos de acesso a Niterói onde foram montados bloqueios. O prefeito não explicou como vai ser feito o controle de carros particulares nestes pontos e de pessoas que chegam por ônibus intermunicipais que fazem ponto final no Terminal João Goulart, no Centro.

Até a noite desta terça-feira, Niterói registrara 238 casos de Covid-19, com 81 pacientes em isolamento domiciliar, 45 hospitalizados — 13 deles em UTIs —, 16 mortes e 96 curados da doença.


78,609FansLike
27,269FollowersFollow
2,726FollowersFollow
984SubscribersSubscribe