Notícias de Maricá

Maricá sobe 50 posições e é o 3º maior município do Rio em arrecadação de ICMS

O município de Maricá, na região metropolitana do Rio de Janeiro, registrou um feito inédito e subiu 50 posições no Índice de Participação dos Municípios (IPM) do estado, nos últimos seis anos. Maricá passou da 53ª posição para a terceira no ranking divulgado pela Secretaria estadual de Fazenda (SEFAZ), atrás apenas da capital fluminense e de Duque de Caxias. A arrecadação aumentou mais de dez vezes: de R$ 31 milhões, em 2015, para R$ 372,7 milhões nos oito primeiros meses de 2021, em plena pandemia, quando a maioria dos municípios brasileiros registrou queda.

Para dimensionar a conquista, o valor arrecadado só com ICMS já supera o total de R$ 368,3 milhões investidos pela Prefeitura no Programa de Amparo ao Trabalhador (PAT), o principal auxílio emergencial criado para ajudar a população da cidade durante a crise sanitária. A estimativa de arrecadação com a participação no imposto até dezembro de 2021 é de R$ 490 milhões.

O resultado mostra que a estratégia da Prefeitura de Maricá de investir na inclusão social como motor para o aquecimento da economia tem dado certo. Os programas de distribuição de renda e de crédito fácil ao empreendedor criados no início da pandemia geraram renda para quem teve a atividade profissional reduzida ou paralisada, mas também aumentaram a formalidade de trabalhadores e a arrecadação. Só no PAT são 21 mil beneficiados, entre microempreendedores, empresários e trabalhadores autônomos e informais. Em abril de 2020, cada um passou a receber 1.045 mumbucas por mês, a moeda social da cidade, que pode ser trocada pelo valor equivalente em reais. Dinheiro que ajuda o orçamento doméstico e a economia municipal.

Gráfico que mostra evolução de Maricá no IPM (Índice de Participação dos Municípios).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo