Notícias de Maricá

Maricá: Moeda Mumbuca movimenta comércio com injeção de mais de R$ 25 milhões no fim do ano

A injeção de dinheiro diretamente para os beneficiários do Renda Básica de Cidadania, para os funcionários públicos municipais e o pagamento do Auxílio Cuidar levou a uma corrida nos últimos dias para a véspera para o Natal.

O Centro de Maricá ficou lotado de consumidores que buscavam comprar seus presentes e efetuar compras de mercados utilizando a Moeda Social Mumbuca. Ela é a moeda usada para o pagamento de todos os benefícios e auxílios dados pela Prefeitura de Maricá e, neste fim de ano representou cifras próximas de R$ 30 milhões.

Como resultado, ruas e calçadas lotadas, com moradores comparando a regiões movimentadas como Alcântara e rua 25 de março em São Paulo. Porém, em Maricá há uma inflação causada pela própria moeda Mumbuca. Para aumentar suas margens de lucros, comerciantes acabam aumentando o preço das mercadorias já que sabem que a venda ocorrerá, levando à perda do poder de compra.

Um exemplo são as grandes redes de mercados que aceitam a Moeda Social Mumbuca em comparação com o único que não aceita: Atacadão. A diferença de preços pode chegar a 20% para mais nos que adotaram a Moeda Social Mumbuca.

Na tarde de sexta-feira (22/12) o sistema do E-dinheiro, que gerencia a tecnologia da moeda Mumbuca, chegou a ficar fora do ar, o que levou a um esvaziamento das ruas notado por quem trabalha. “Foi o sistema cair que o mercado ficou vazio. Pelo menos deu um descanso pra gente que trabalha aqui (sic).” Comentou Luciana Amaral, que trabalha em um grande supermercado.

Fato é que, sem a Moeda Mumbuca, as compras de Natal em Maricá não seriam tão grandes. Vale destacar que essa injeção de dinheiro através dos programas, custeados com os Royalties de Petróleo, acaba retornando em impostos no comércio formal. A cidade já experimentou um crescimento na arrecadação de ICMS. Em 2021, ano de pandemia em que a cidade experimentava a implantação do PAT (Programa de Amparo ao Trabalhador), a cidade saltou incríveis 50 posições em arrecadação de ICMS, saindo da 53º colocação para a 3º no Estado do Rio, ficando apenas atrás da capital Rio de Janeiro e de Duque de Caxias.

‘Bolsa Mumbuca’: Como funciona e como conseguir o benefício

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo