sexta-feira, 5 junho, 2020
22.5 C
Maricá

Delta Construções fará reforma do Maracanã para copa de 2014

Das empreiteiras que farão parte da reforma do Maracanã para 2014 é a conhecida empresa Delta Construções, com algumas denúncias no Ministério Público e com direito a abertura de CPI pela Câmara de Vereadores de Maricá por suspeitas irregularidades em contrato milionário em Maricá.
É de se estranhar a presença de uma empresa com tantas denúncias faça parte de uma reforma que chegará a cifras quase bilionárias. A reforma do Maracanã custará o dobro do previsto, serão gastos R$ 956,8 milhões, mais de R$ 450 milhões a mais do que o valor inicial, que era de R$ 500 milhões em 2009.
A Delta Construções estará recebendo parte desse dinheiro, há indícios de corrupção nessa obra?
O que o Maricá Info apurou foram diversas matérias na imprensa sobre irregularidades cometidas pela Delta Construções.

Clique para ampliar

Uma delas é a denúncia do MP do Pará sobre contrato de aluguel de viaturas da PM, onde são réus o Estado do Pará e a empresa Delta Construções. (fonte: Diário do Pará)
Outra que encontramos, uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), instalada pela Câmara de Goiânia para investigar a fundo a participação da empresa em licitações com a Prefeitura. (fonte: MP-GO)
Há indícios de contratos de R$ 68,1 Milhões com a Prefeitura de Duque de Caxias, Rio de Janeiro. (fonte)


Em Maricá, o contrato com a Delta foi de R$ 7 milhões, outro lugar a qual foi instaurada CPI para investigar a empresa Delta Construções. (Fonte)


A Delta Construções S.A atua em diversos segmentos, de coletiva de lixo à locação de veículos para PM, sendo a empresa que mais recebeu dinheiro do Governo Federal em 2010,  R$ 758,2 milhões. Em 2009, R$ 720,1 milhões. (Fonte: Folha de São Paulo)
Só do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) a empresa Delta Construções recebeu pelo menos R$: 48 Milhões, segundo o Portal da Transparência.


Em uma busca, encontramos uma denúncia de senadores, sofre tráfico de influência levados a público em denúncia da Revista Veja, em sua última edição. Os senadores Alvaro Dias, do PSDB, Itamar Franco, do PPS, Demóstenes Torres, do DEM, e Randolph Rodrigues, do PSOL, ingressaram, na terça-feira (10/05), com representação no Ministério Público Federal, solicitando apuração das denúncias sobre tráfico de influência, apresentado pela referida revista.

Na ação, os parlamentares argumentam que a reportagem expõe fatos graves que envolvem o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, que supostamente estaria intermediando contratos junto à administração pública federal em favor da empresa Delta Construções.

A representação protocolada pelos senadores detalha as denúncias apresentadas pela revista Veja, em matéria assinada pelo jornalista Hugo Marques. Segundo a reportagem, os empresários José Augusto Quintella Freire e Romênio Marcelino Machado afirmaram que o ex-ministro José Dirceu fora contratado para aproximar o presidente do Conselho de Administração da Delta Construções, Fernando Cavendish, de pessoas influentes do PT, para conseguir benesses do governo federal. Ainda de acordo com a revista, a Delta Construções foi a empreiteira que mais recebeu recursos de obras do governo federal em 2010.
Dirceu em Maricá
A presença de Dirceu em Maricá se dá por Maria Helena Alves Oliveira, atual Secretária da Fazenda de Maricá e também por Marcelo Sereno, seu ex-assessor na época do Mensalão.
Também cogita-se na vinda de Delúbio Soares, tesoureiro do PT na época do Mensalão do PT, ao qual José Dirceu era o chefe. (Fonte Lei Seca Maricá).
Delta Construções
A empresa Delta Construções será uma das empreiteiras a reformarem o Maracanã, junto com Andrade Gutierrez e Odebrecht, que formam o Consorcio  Maracanã Rio 2014. O valor? R$ 956,8 milhões.
Previous articleA saga dos políticos Maricaenses
Next articleTempo
78,023FansLike
27,269FollowersFollow
2,718FollowersFollow
984SubscribersSubscribe