26 C
Maricá
quinta-feira, dezembro 1, 2022

Maricá: Semana do Meio Ambiente começa com atividades em Itaipuaçu e Ubatiba

As comemorações pela Semana do Meio Ambiente em Maricá começaram nesta segunda-feira (01/06) com duas atividades de caráter educativo, ambas promovidas pela Secretaria Municipal Adjunta de Meio Ambiente. Em Ubatiba, teve início o curso de qualificação de Produção de Mudas de Espécies Florestais Nativas da Mata Atlântica, que segue até esta terça-feira (2) na sede da Secretaria Municipal Adjunta de Aquicultura, Agricultura e Pesca. Já em Itaipuaçu, alunos da E.M. Mata Atlântica assistiram a uma palestra sobre preservação ambiental, ministrada por técnicos do Parque Estadual da Serra da Tiririca.

Os palestrantes orientaram os estudantes do 4º ano do Ensino Fundamental, com idades entre 10 e 12 anos, sobre a espécie conhecida como “mico-estrela”, muito comum em todo o município e com quem inúmeros moradores costumam interagir, especialmente oferecendo comida. Segundo os ambientalistas, a prática não é recomendável, pois pode inibir nos animais a busca instintiva por alimento na vegetação. As crianças receberam ainda instruções e dicas sobre como preservar a floresta e suas espécies nativas e aproveitaram para tirar dúvidas e curiosidades. No final, elas puderam experimentar equipamentos de combate a incêndios no pátio da escola, que fica no Recanto.

No evento de Ubatiba, a aula de abertura do curso sobre plantio de espécies da Mata Atlântica foi ministrada pelo engenheiro florestal da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) Gustavo Wyse Abaurre. Entre os cerca de 30 participantes estavam professores, estudantes e donos de propriedades em diversas regiões de Maricá.

A guia de turismo Maiza Motta explicou sobre a importância do curso para as pessoas que queriam vivenciar a prática do plantio de mudas, inclusive ela.
A guia de turismo Maiza Motta explicou sobre a importância do curso para as pessoas que queriam vivenciar a prática do plantio de mudas, inclusive ela.

De acordo com o secretário adjunto de Meio Ambiente, Guilherme Mota, o curso serve como um estímulo à preservação das espécies porque oferece orientação correta sobre o plantio das mudas. “Muita gente adquire as mudas produzidas em um local para serem plantadas em outros que, muitas vezes, não têm condições ideais de solo e tempo. Com essa ministração, as pessoas vão sair qualificadas para proceder da forma adequada e, até mesmo, usar as técnicas para comercializar essas mudas”, afirmou ele.

Na parte prática do curso, os alunos aprenderam todo o processo da semeadura, desde as características e colhimento das variadas sementes, montagem da estrutura de um viveiro até a etapa final da produção de muda enviada para o campo. Também foram abordados critérios econômicos e análise de mercado, especificamente para quem quer começar no ramo agrícola.

Entusiasmada, a guia de turismo Maiza Motta falou sobre a importância do curso para as pessoas que queriam vivenciar a prática do plantio de mudas de forma correta. “Além de ser dinâmico, o curso te faz vivenciar o plantio. Aprendi a forma correta do preparo da semente e vi coisas que não sabia, coisas que me acrescentaram muito. Esse contato com a natureza é maravilhoso”, contou.

Programação

Além da conclusão e entrega dos certificados aos participantes do curso em Ubatiba, a programação da Semana do Meio Ambiente segue nesta terça-feira com o plantio de mudas nativas na E.M. Guaratiba, na região litorânea de Maricá, em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Encerrando a semana, na quarta-feira (3), um grande evento vai reunir diversos projetos ambientais do município na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro, das 9h às 17h. Serão realizados uma oficina ecológica, feira de produtos naturais, exposição de fotos e adoção de mudas da Mata Atlântica. Diversos órgão da administração municipal participarão da atividade.

Acompanhe-nos no Google Notícias

Sem boatos, sem fofocas, apenas notícias relevantes para você ficar bem informado.

spot_img
spot_img
spot_img