sábado, 30 Maio, 2020
22.5 C
Maricá

Extronauta visita Rua Marte, em Maricá, e se surpreende com crateras

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta semana uma lei que repassou bilhões à Nasa para enviar humanos a Marte até a década de 2030. O objetivo é que a primeira viagem aconteça em 2033, mas nosso Extronauta foi mais rápido! Na quinta-feira, o herói do EXTRA pegou seu foguete e foi até a via que leva o nome do planeta, em Itaipuaçu, Maricá. O homem intergalático nem precisou de equipamentos especiais para identificar que o solo esburacado do lugar guarda grandes semelhanças com o do Planeta Vermelho.

Ao chegar à Rua Marte, o Extronauta foi abordado pelo professor de dança Fagner Branco Ribeiro, de 20 anos. Segundo o morador, o local está completamente abandonado pelo poder público:
— Moro aqui há dois anos e não entendo como esses políticos podem ser tão caras de pau. Eles chegam aqui e prometem mundos e fundos. A gente se ilude, sabe? Acredita que as coisas vão melhorar, mas nada acontece. Além dessa buraqueira, basta cair uma chuva forte para que a rua e as casas fiquem alagadas.
De mãos dadas com nosso herói para conseguir caminhar pela Rua Marte sem cair, a pequena Lívia da Silva, de 6 anos, pediu que a mãe, a dona de casa Surlene da Silva Salgado, de 40, relatasse ao Extronauta suas reclamações.
— O grande problema é que, com a falta de asfalto, os buracos acabam se tornando uma armadilha nos dias de chuva e durante à noite. Já vi muita gente se arrebentar no chão — contou Surlene: — Faço uma pergunta ao prefeito Fabiano Horta (PT): se até o Extronauta nos achou, por que ele não aparece para ver de perto nossa realidade?

Depois de pular sobre as crateras da Rua Marte, o Extronauta resolveu visitar a rua vizinha: Terra. No local, ele não encontrou grandes buracos ou elevações de terra, mas o asfalto faz falta.
Já a Rua Nossa Senhora das Mercês, transversal às ruas Marte e Terra, assim como a que leva o nome do Planeta Vermelho, é tomada por enormes crateras e tem causado dor de cabeça aos motoristas. Como relatou o funcionário público Wagner Mello, de 63 anos, ao Extronauta:
— Em pouco tempo, já tive que arrumar a suspensão do meu carro três vezes. Cada conserto custa cerca de mil reais. Não estamos fazendo um pedido extravagante, queremos apenas que a prefeitura invista o dinheiro de nossos impostos em nosso bairro.
A Prefeitura de Maricá esclareceu que a programação da Secretaria de Obras para as próximas intervenções serão definidas no início de abril. Desde janeiro, a prioridade vem sendo a conservação diária em dezenas de localidades. As ruas Marte, Terra e Nossa Senhora das Mercês estão na listagem de demandas que serão analisadas para a próxima etapa.   

Reportagem: Ricardo Rigel / Jornal Extra

77,909FansLike
27,269FollowersFollow
2,714FollowersFollow
984SubscribersSubscribe