Fala MaricáNotícias de MaricáVídeos

Como é morar em Maricá? Moradores respondem em quadro do ‘Maricá Info’

Morar em Maricá, município da região metropolitana do Rio de Janeiro, é algo que vem sendo buscado por muita gente à procura de oportunidade. O Maricá Info foi às ruas para ouvir opiniões de moradores. Pra você, como é morar em Maricá?

Confira no vídeo:

Custo de vida

Nos últimos anos, o custo de vida em Maricá vem aumentando consideravelmente. Os aluguéis e valores dos imóveis dispararam após a pandemia. Pela alta procura devido ao aumento da qualidade de vida, a especulação imobiliária ainda é grande. Aluguéis de imóveis com um quarto giram, hoje em maio de 2024, em torno de R$ 1.500,00 mensal, já de dois quartos ultrapassam os R$ 2 mil na maioria dos bairros, sendo mais caros próximos ao Centro e na região do Jardim Atlântico, em Itaipuaçu.

Programas Sociais

Maricá passou a ser conhecida em todo país pelos seus programas sociais. A cidade tem transporte municipal gratuito através dos ônibus operados pela Empresa Pública de Transportes (EPT); além disso, possui outros programas de distribuição de renda, com destaque para o Renda Básica de Cidadania (RBC), com mais de 90 mil beneficiários. Há também o PPT (Programa de Proteção ao Trabalhador), que concede um valor mensal a cada microempreendedor cadastrado, estimulando a produção e a formalidade.

Falta infraestrutura

Como toda cidade que cresce repentinamente, de uma hora para outra, Maricá carece de infraestrutura urbana. A cidade, que tinha apenas 127 mil habitantes em 2010, passou a contar com 197 mil em 2022 e esse número só vem crescendo. Na maioria dos bairros, por exemplo, não há coleta de esgoto. As obras até estão avançando, mas o passivo de décadas sem investimento por parte do Governo do Estado levaram à prefeitura a municipalizar o esgotamento sanitário.

A água até chega a distritos populosos como Itaipuaçu, Inoã e Maricá (sede); este último apenas em algumas poucas partes. Bairros como São José do Imbassaí, região onde o povoamento da cidade se iniciou lá no século XVI, ainda não há previsão de chegada da água encanada. Os poços são a solução dos moradores, porém, com o crescimento e surgimento de novas construções residenciais e comerciais, o lençol freático já começa a demonstrar sinais de que pode vir a não dar conta de abastecer a todos em um médio prazo.

A energia elétrica é outro problema. A concessionária Enel deixa a desejar, já que não investe o necessário para manter a rede atualizada e comportando a alta demanda de clientes. Com isso, constantes quedas de energia deixam os moradores – e comerciantes – no prejuízo, principalmente em períodos festivos e altas temporadas, em que Maricá tem um aumento na sua população flutuante, podendo mais do que dobrar de habitantes nestes períodos.

A cidade ainda é um ótimo local para se morar, com 46 km de praias oceânicas, lagoas, extensa área verde, muitas praças e uma boa segurança, já que o município investe em qualidade de vida através do lazer, esportes, entre outros. Cabe ressaltar que Maricá tem seus problemas, a falta de infraestrutura é preocupante e também a falta de serviços privados como hospitais, clínicas e shoppings. O setor público domina na cidade que, há 16 anos é governada por prefeitos filiados ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo