Maricá realiza evento em homenagem ao Santo José de Anchieta

Em comemoração aos 431 anos de fundação histórica de Maricá e também ao dia do Santo José de Anchieta – fundador histórico de Maricá -, a secretaria municipal adjunta de Educação realizará nesta terça-feira (09/06), às 8h, uma missa em ação de graças na Igreja Matriz, e, em seguida, às 9h, na Câmara de Vereadores, uma apresentação da historiadora e professora Maria Penha de Andrade e Silva, da pedagoga mestre Renata Toledo e da arquiteta Renata Gama. A data marca os 418 anos de morte do padre jesuíta espanhol.

Catequizador e evangelizador dos índios, o padre José de Anchieta faz parte da história da cidade. Em 1584, conduziu um número significativo de indígenas da Aldeia de São Barnabé (Itaboraí) até a Lagoa de Maricá, em Araçatiba, onde realizou a pesca milagrosa. Na ocasião, ele indicou o tipo de peixe e o local em que seria pescado. José de Anchieta é conhecido como o Apóstolo do Brasil, por ter sido um dos pioneiros na introdução do cristianismo no país. Foi beatificado em 1980 pelo papa João Paulo II e canonizado em 2014 pelo papa Francisco. Em abril de 2015 foi declarado co-padroeiro do Brasil na 53ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

História

A história do Padre José de Anchieta (1534 – 1597), que será canonizado nesta quinta-feira (03) pelo Papa Francisco no Vaticano, tem um breve e marcante episódio na cidade de Maricá.
Em 1584, o padre considerado Apóstolo do Brasil e Fundador Histórico de Maricá realizou a chamada ‘Pesca Miraculosa’ ou ‘Pesca Milagrosa’ na Lagoa de Maricá, mais precisamente na localidade de Araçatiba, junto com índios nativos da região. Ele também realizou uma catequização.
Na pesca miraculosa, o Padre José de Anchieta, que passará a se chamar São José do Anchieta após a sua canonização, antecipava aos índios quais peixes eles trariam ao barco em determinada região da Lagoa de Maricá.

A pescaria foi tão abundante e variada que a praia se abarrotou de homens que eram poucos para a salga de tantos peixes. Uma estátua do padre foi colocada no local em 1997, quando completou 400 anos de sua morte, porém, pouco tempo depois a mesma foi roubada e até hoje não se conhece o seu paradeiro.
O local da primeira missa realizada por ele ainda é lembrado porém, com muita vegetação e pouca informação de que aquele lugar é histórico no município. Muitos moradores se quer sabem o significado da cruz afixada para demarcar o local da primeira missa celebrada na cidade de Maricá.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

2 comentários em “Maricá realiza evento em homenagem ao Santo José de Anchieta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline