Início Economia Maricá: Economia Solidária entrega primeiros cartões do programa Jovem Solidário

Maricá: Economia Solidária entrega primeiros cartões do programa Jovem Solidário

(foto: Clarildo Menezes)

Dezenas de jovens receberam nesta quarta-feira (30/12), no Banco Comunitário Mumbuca, seus cartões eletrônicos do programa Renda Mínima Jovem Solidário. Formaram a mesa o secretário municipal adjunto de Economia Solidária, André Braga, o presidente do Instituto Palmas, contratado pela Prefeitura para gerir o programa, Joaquim de Melo, e as jovens Danila Peres de Castro e Andressa Nascimento, que agradeceram a instituição do programa em nome dos demais.

O Renda Mínima Jovem Solidário, foi lançado este semestre pela Secretaria Municipal Adjunta de Economia Solidária e visa oferecer a jovens na faixa de 14 a 29 anos, qualificação profissional através de curso profissionalizante e ajuda de custo mensal de 100 mumbucas, o equivalente a R$ 100. As exigências para cadastro são apresentação de identidade, CPF, comprovante de residência, Cadunico. Só têm direito ao programa jovens cuja renda familiar máxima é de três salários mínimos. Na primeira fase estão sendo cadastrados jovens moradores dos residenciais Minha Casa, Minha Vida Carlos Marighela (Itaipuaçu) e Carlos Alberto Soares de Freitas (Inoã).

“Em uma segunda fase o programa será levado para jovens de todo o município”, afirma o secretário André Braga. “É importante lembrar que o Cartão Mumbuca, o Jovem Solidário e o Renda Mínima Gestante não são apenas uma complementação de renda, mas acrescentam qualidade de vida e dignidade quando oferecem qualificação profissional e capacitação através de cursos, cooperativas e outros projetos”, completa.

O presidente do Instituto Palmas, Joaquim de Melo, adiantou que Maricá está à frente de muitos municípios no programa de Economia Solidária. “Temos 110 bancos no Brasil, gerando renda social, repassada em programas, de R$ 600 mil mensais. Maricá, com sua moeda social eletrônica Mumbuca, já opera com quase R$ 1,2 milhão mensais. Aproveitem a oportunidade que está sendo oferecida. Vocês estão de parabéns”, concluiu.

Adrian Aliá de Jesus, 14 anos, aluno do 8º ano do CIEP 259, soube do novo programa no Minha Casa, Minha Vida de Itaipuaçu, onde mora. “Me interessei e cadastrei logo. Quero cursar Técnico em Administração e o programa vai me ajudar bastante”, diz ele, que mora com a mãe e dois irmãos. Leandro Sérgio, 29 anos, morador de Itaipuaçu, cursa o 2º ano do Ensino Médio e quer fazer a qualificação para Eletricista de Auto e Técnico em Empilhadeira. “O mercado está crescendo e quero me qualificar”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui