Maricá: Prefeitura começa a acertar pagamentos de médicos e enfermeiros do hospital e da UPA

Por Sergio Renato (edição: Marcelo Ambrosio) | Fotos: Fernando Silva

Os profissionais de saúde que atuavam pelas Organizações Sociais no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro, e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Inoã começarão a receber imediatamente, da Prefeitura, os salários do mês de dezembro. A informação foi passada em uma reunião entre representantes dos médicos e enfermeiros (antes contratados via OS, cujos contratos foram rescindidos) e da administração municipal, realizada na manhã desta quarta-feira (03/02). No encontro todos receberam a informação de que as remunerações serão pagas diretamente pela Prefeitura em forma de transferência bancária. Por serem 348 operações individuais (uma para cada trabalhador) e que dependem de documentação, os pagamentos serão regularizados ao longo dos próximos dias.

De acordo com o procurador geral do município, Fabrício Porto, o valor correspondente aos salários, que já havia sido repassado pela Prefeitura às OS, mas não aos profissionais, será cobrado das empresas a partir de uma tomada de contas – na qual elas devem apresentar as comprovações de pagamento – em caráter administrativo e, caso não haja acordo, também judicialmente. Além do procurador participaram do encontro os secretários executivos Márcio Leite (Governo) e Carlos Manoel (Chefia de Gabinete), e o secretário municipal adjunto de Saúde, Peterson Cabral. Ficou acordada ainda que uma próxima reunião, marcada para o dia 18, vai tratar do pagamento dos salários de janeiro, cuja verba já está encaminhada.

Pagamentos serão iniciados imediatamente e regularizados nos próximo dias. (Foto: Fernando Silva)
Pagamentos serão iniciados imediatamente e regularizados nos próximo dias. (Foto: Fernando Silva)

Para o secretário Peterson Cabral, era essencial se chegar ao acordo alcançado na reunião. “Este é um serviço que não pode parar, mas também não poderíamos prejudicar os profissionais. Mesmo fazendo este pagamento pela segunda vez, visto que já tínhamos pago às OS e estas não cumpriram seu compromisso, era algo necessário para que o atendimento voltasse ao normal”, ressaltou.

De acordo com o diretor do Hospital Municipal Conde Modesto Leal, Isac Esteves, o acordo proposto pela prefeitura traz um alívio para a classe. “Havia uma apreensão grande por parte dos profissionais, que temiam não mais receber o pagamento de dezembro. Agora que temos essa garantia, podemos ficar mais tranquilos e também podemos tratar dos plantões para o Carnaval e regularizar o atendimento geral”, afirmou Isac, ao lembrar que apenas os casos emergenciais estavam sendo recebidos em ambas as unidades.

Também neste mês deverá ser iniciado o processo seletivo para contratação por tempo determinado dos profissionais de saúde pela Prefeitura, cujo projeto de lei foi aprovado em sessão realizada na terça-feira (02/02) na Câmara Municipal e autoriza o Executivo a realizar as seleção para preenchimento dos cargos específicos no hospital municipal e na UPA. O legislativo maricaense deverá votar ainda em fevereiro o projeto de lei que estabelece a criação da Empresa Pública de Saúde (EPS), autarquia que segue os moldes da Empresa Pública de Transportes (EPT) e permite maior agilidade administrativa, sobretudo na questão das contratações.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *