Quaquá participa de ato ao lado de Lula em Niterói

O Prefeito de Maricá, Washington Quaquá, participou na manhã desta quinta-feira (25), de um ato em defesa do emprego e da democracia realizado no Estaleiro Mauá, em Niterói.

“Hoje começa a semana da vergonha nacional. O Senado vai debater o impeachment da Dilma, presidenta eleita democraticamente. Quero que todos saibam que os senadores que perseguem a presidenta não estão caçando a Dilma, mas, sim, estão caçando o voto de cada um de vocês” – disse, Lula criticando o processo de afastamento de Dilma. Segundo ele, muitos políticos estão mostrando deslealdade, pois já apoiaram a Dilma e, agora, se posicionam a favor do golpe, como o senador Marcelo Crivella, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes e o ex-governador Sérgio Cabral. O ex presidente  também criticou o processo de desmonte das estatais brasileiras. “Essa gente que deseja vender a Petrobrás, um pedaço da BR (Distribuidora), do Banco do Brasil, dentre outros, não sabe governar. E faz com que o Brasil permaneça sempre com complexo de “vira-latas”, abrindo mão da sua soberania”.

Para Lula, as mesmas pessoas que apoiam a privatização dos bens públicos, estão envolvidas no “golpe de Estado”. “Essas pessoas estão incomodadas (…). Contrariando o que essa gente acredita, nós aprovamos a lei da partilha no Pré-Sal. Antes, o petróleo era da empresa que perfurava. Agora, o óleo é nosso, a Petrobrás tem a preferência de 30%. Com a Lei da Partilha, nós dizemos que o petróleo é nosso. É o passaporte para o futuro, que vai garantir a educação de nossos jovens. Nosso país será exportador de
conhecimento, vai garantir a formação de todos. Enquanto isso, os golpistas apelam para desmontar a tentativa desse país ser grande, entregando a Petrobrás” afirmou o ex-presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline