Maricá: Prefeitura diz reforçar estoques de medicamentos para o Carnaval

Maricá: Prefeitura diz reforçar estoques de medicamentos para o Carnaval

Há uma semana atrás, vereadores de oposição fizeram uma ação de fiscalização no Hospital Municipal Conde Modesto Leal e constataram falta de insumos básicos. Antes de começar o Carnaval, diante das denúncias, a prefeitura publicou em seu site oficial, que reforçou os estoques de medicamentos para o período da folia.

“Os estoques, com centenas de itens, têm previsão de duração de 15 dias e, uma vez recebidos, já foram entregues ao hospital e à Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA) de Inoã, além dos 25 postos nos bairros.” Diz a prefeitura.

O questionamento da população é de que, passados os 15 dias, Maricá voltará a enfrentar problemas de falta de medicamentos e insumos básicos?

No dia 14 de fevereiro, o vereador Filippe Poubel (DEM) foi até o hospital e constatou que faltava de tudo. Não tinha copo descartável, potes para coleta de exame de urina, anestesia, luvas e sequer os frascos para coletar exame de sangue.

Na reportagem publicada no site oficial da prefeitura, a Secretária de Saúde comentou: “Não há qualquer carência de insumos como gazes, luvas, seringas e nem de material de limpeza ou água. Os remédios, dos mais procurados aos controlados, também temos em número suficiente”, afirmou Simone da Costa, tentando desmentir o divulgado por este veículo e comprovado pelos vereadores Filippe Poubel e Ricardinho Netuno.

Segurança MaricáMaria da Praça Marica