Maricá poderá entrar na rota da WSL (World Surf League)

O município de Maricá poderá, num futuro, entrar na rota de competições da World Surf League (WSL), que realiza o campeonato mundial de surfe. Pelo menos é o que informa a prefeitura, que teve um representante acompanhando a competição realizada em Saquarema, município vizinho.

O secretário de Planejamento de Maricá, Leonardo Alves, fechou compromisso com representantes da Liga Mundial de Surf. A convite da competição, o secretário esteve reunido com Roberto Perdigão, diretor da WSL e com os engenheiros Maurício Carvalho e Luiz Guilherme Aguiar, ambos da Federação de Surfe do Rio de Janeiro – e responsáveis pelo projeto do recife artificial que a Prefeitura planeja instalar em Cordeirinho para a geração de ondas perfeitas.

Também participou da reunião o big rider Carlos Burle, campeão mundial de ondas grandes e embaixador do surfe brasileiro. O projeto do recife artificial de Maricá é pioneiro no país. “Conheço o projeto, mas não basta apenas a implantação do recife artificial. Temos que trazer o desenvolvimento para a região. Tenho certeza que, com este evento, Maricá se tornará um berço para o esporte no Brasil e o foco para grandes investimento, incluindo redes hoteleiras e restaurantes”, disse o secretário, impressionado com os números do evento. Em Saquarema foram investidos cerca de R$ 8 milhões em infraestrutura (pagos pelos patrocinadores) e transmissão online aconteceu para 55 países.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline