Itaipuaçu: ‘Minha Casa, Minha Vida’ recebe Unidade Básica de Saúde

Os moradores do residencial Carlos Marighella, do Minha Casa, Minha Vida de Itapuaçu, receberam nesta segunda-feira a inauguração da nova Unidade Básica de Saúde, que atenderá aos milhares de moradores da localidade, que não precisarão mais se deslocar para longe para o atendimento médico.

O evento contou com a presença do prefeito Fabiano Horta (PT), além da Secretária de Saúde Simone Costa, do presidente da Câmara de Vereadores Aldair de Linda, além de vereadores e outras autoridades municipais.

A inauguração foi feita pelo prefeito acompanhado de moradores do residencial, que conheceram o posto que terá atendimentos gerais, como acolhimento, pré-natal, imunização (vacinas), nebulização, curativos, entre outros.

No evento de inauguração, o prefeito Fabiano Horta garantiu a volta do atendimento 24 horas do Posto Santa Rita, com estrutura completa, com desfibrilador, eletrocardiograma, atendimento com cardiologista, entre outros atendimentos. Ele também informou que o novo hospital Dr. Ernesto Che Guevara será inaugurado no começo de 2018.

Os moradores do Residencial Carlos Marighella aprovaram o posto. “Vai ser muito bom para nós, que precisamos frequentemente de atendimento. Sou diabética e preciso fazer acompanhamento constante e a prefeitura vai ajudar muito com o novo posto aqui do lado da minha casa.” Comentou a aposentada Ana Lúcia Nogueira, de 67 anos.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Um comentário em “Itaipuaçu: ‘Minha Casa, Minha Vida’ recebe Unidade Básica de Saúde

  • 23 de outubro de 2017 em 14:26
    Permalink

    Somente um acerto na reportagem da inauguração da ESF Carlos Mariguela, o posto não possui somente médico e sim principalmente o enfermeiro e outros profissionais que fazem o acolhimento e a maioria dos procedimentos na ESF, isto em.todo o Brasil, não é justo a reportagem valorizar somente um profissional na unidade.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline