Início Esportes Maricá é punido com perda de seis pontos e pode ficar fora...

Maricá é punido com perda de seis pontos e pode ficar fora da disputa pelo acesso

Do FutRio – O Maricá foi condenado com a perda de seis pontos em virtude da escalação irregular do atacante Felipe Zuca, na partida contra o Barra Mansa, válida pelo segundo turno da Série B2 do Campeonato Carioca. Ao contrário da decisão favorável em primeira instância, a agremiação do Leste Fluminense foi penalizada por unanimidade (cinco votos a zero) em nova sessão, realizada pelo Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), nesta sexta-feira (5). Houve também aplicação de multa no valor de R$ 1.000,00. A direção do Maricá garantiu que irá recorrer à terceira e última instância, que é o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

No quadro de momento, o Maricá cai para 27 pontos, na quarta colocação da classificação geral, perdendo a vaga na semifinal do acesso. O time maricaense também perde o direito de participar da semifinal de segundo turno. A agremiação, entretanto, não está fora da disputa para subir à Segundona de 2019. Para entrar na semifinal geral, será preciso torcer contra o Pérolas Negras no segundo turno. Se o rival não for campeão, o Maricá entra novamente na etapa decisiva. Caso o Pérolas levante o caneco, é este que segue adiante no certame.

O Queimados, indiretamente, acabou sendo favorecido pela decisão. O time da Baixada Fluminense conquistou, a partir da punição ao Maricá, vaga na semifinal do segundo turno e também nas gerais, por ter subido para terceiro lugar na tabela geral e segundo no Grupo A. O Alvinegro se junta a Nova Cidade e Campos na luta pelo acesso. A quarta e última vaga ficará entre Pérolas Negras e Maricá.

O TJD-RJ determinou também a retomada da competição, mesmo com a possibilidade de um novo julgamento uma instância acima, no STJD. Sendo, assim, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) pode marcar as semifinais do segundo turno, que estavam suspensas. Os duelos, sem a presença do Maricá, serão os seguintes: Nova Cidade x Campos e Pérolas Negras x Queimados.

O julgamento

Logo a princípio o Pleno do TJD-RJ descartou punir o Maricá por todos os 15 jogos em que Felipe Zuca esteve em campo. Segundo o presidente da entidade, Marcelo Jucá, a denúncia da Procuradoria esteve pautada somente em cima da partida contra o Barra Mansa. Logo, não haveria, sem uma denúncia formal em cima das demais rodadas, a possibilidade de aplicar penalidade.

Siga-nos no Facebook:

O relator do caso, José Jayme Santoro, foi o primeiro a votar, aplicando a perda dos seis pontos e multa no valor de R$ 1.000. Os demais componentes do Tibunal acompanharam a decisão integralmente, resultando no placar e 5 a 0 em favor da condenação do Maricá. Dois relatores ainda demonstraram contrariedade com o fato da equipe só ter sido denunciada em um jogo.

Segundo os relatores, deveria ter sido considerado prazo de 60 dias para cálculo da pena. A Procuradoria, entretanto, alegou que levou em conta somente um curto período de três dias a partir da denúncia protocolada, portanto, trazendo como alvo do julgamento apenas o duelo do Maricá contra o Barra Mansa.

O que disseram as partes envolvidas:

Procuradoria
– Pediu a condenação do Maricá com base apenas no jogo diante do Barra Mansa. Segundo André Luiz Valentim, procurador-geral, outras partidas não foram levadas em consideração por conta de prazo vencido para contestações.

Maricá
– A defesa do clube denunciado alegou que nenhum regulamento foi descumprido por parte do Maricá. A Resolução da Diretoria (RDI) publicada pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ) – que buscava esclarecer a situação – foi confrontada. Houve ainda a argumentação de que outras equipes escalaram atletas da mesma forma.

Pérolas Negras
– O advogado do clube diretamente interessado solicitou a punição do Maricá em todos os 15 jogos que Felipe Zuca entrou em campo. Houve ainda contestação em cima da Procuradoria, questionando o porque da denúncia ter sido feita só com base em um jogo.

Rio São Paulo
– O representante do clube alegou que o mesmo não dependia mais de qualquer resultado com base nesse processo, mas que se manteria no pleito por ter sido o denunciante. O pedido foi por punição ao Maricá com base em todos os 15 jogos em que Felipe Zuca entrou em campo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui