Maricá: Ação de Saúde beneficia pacientes diabéticos

A equipe do Programa Estratégia Saúde da Família do bairro Recanto, que integra o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), realizou nesta quinta-feira (07/08) uma série de atividades à população, na Associação de Moradores da localidade, com foco nos pacientes diabéticos. Dentre os serviços oferecidos, os moradores participaram de palestra, verificaram a pressão arterial, fizeram teste de glicose e tomaram um café da manhã, seguido de orientações nutricionais.

A enfermeira Maria Inês de Oliveira destacou que os objetivos da ação são prevenir e cuidar, além de preparar os pacientes e familiares a terem autonomia no cuidado com a saúde e melhoria na qualidade de vida. “A prevenção é a chave do programa. Se você previne, evita maiores complicações”, explicou. A coordenadora do programa, Luana Duarte Rodrigues, acrescentou que muitos pacientes se preocupam apenas com a medicação e esquecem que a alimentação também é um fator importante. “Visamos trabalhar com a prevenção de doenças, neste caso o diabetes. Às vezes, o paciente vai à consulta preocupado só com o tratamento. Numa atividade como essa, ele aprende a importância do tratamento e também de como ter uma alimentação e hábitos saudáveis”.

Aos pacientes, a médica Clarissa Monteiro deu dicas de uma boa alimentação. A profissional diz que a preocupação não é só com a quantidade de açúcar ingerida. “Os pacientes acham que o diabético não pode comer açúcar, mas não é somente isso. Há outros alimentos como os carboidratos, que se deve comer de forma moderada. Os pacientes conseguirão controlar a doença à medida que associarem uma boa alimentação à atividade física”, esclareceu, chamando a atenção ainda das pessoas consideradas pré-diabéticas. “Quem ainda não chegou ao nível de glicose elevada, apenas com essa mudança de hábitos de vida, podem voltar ao índice glicêmico normal”.

Café da manhã saudável

Na palestra, que contou com um café da manhã saudável, a nutricionista Daniele Vidal Alves apresentou dicas importantes para ter uma vida mais saudável. Manter uma boa alimentação; fazer atividades físicas; evitar excesso de doces e manter sempre o peso adequado são alguns dos exemplos. “Também precisa evitar ficar sobrepeso e obeso, pois isso pode induzir ao quadro de diabetes. Se já tem alguém na família com o diabetes é preciso ficar atento para prevenir. Práticas saudáveis são essenciais”, destacou.

A paciente Jussara Pessanha Sales, de 55 anos, está com a glicose alterada. Segundo ela, a palestra foi essencial para entender como ter uma alimentação equilibrada e garante seguir a partir de agora as dicas. “Com a explicação da nutricionista, posso saber o que comer ou não. Tirei muitas dúvidas”.

Núcleo de Apoio à Saúde da Família

O Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) oferece apoio para as Unidades de Saúde da Família de Inoã, Santa Paula, Jardim Atlântico, Recanto, São José, Ponta Grossa. O atendimento é feito aos pacientes que são cadastrados no Programa de Saúde da Família (PSF). A secretária municipal de Saúde, Fernanda Spitz, que esteve presente no evento, chamou a atenção para o diferencial do trabalho executado pela equipe. “O NASF é composto por profissionais de várias especialidades para dar o suporte no acompanhamento da população cadastrada. O diabetes é a segunda principal doença do país e causa muitos danos à vida do indivíduo. Fico muito feliz de conseguirmos fazer a educação em saúde e de mobilizar a população para o autocuidado”.

De acordo com a psicóloga Maria Cristina de Paula Lopes, o trabalho desenvolvido pela equipe, através de encontro entre os pacientes, apresenta resultados. “Cada vez que se fala do assunto, há a conscientização da importância da alimentação em nossa vida. Eu vejo que após os encontros que fazemos, há a mudança de comportamento da população”.

Com base nos dados da Federação Internacional de Diabetes (IDF), a cada dez segundos, uma pessoa morre no mundo em consequência das complicações do diabetes. São 3,2 milhões de mortes por ano. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, estima-se que existam cerca de 11 milhões de portadores de diabetes, sendo que 7,5 milhões já sabem que tem a doença. Em todo o mundo, há 246 milhões de pessoas com diabetes. Até 2025, esse número deve chegar a 350 milhões, de acordo com a Federação Internacional de Diabetes (IDF).

Outras informações sobre o programa podem ser obtidas no Posto de Saúde do Recanto, que fica na Rua Domingos M. Barbosa, 50. O telefone para contato é 2638-4876.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline