Maricá: Aldair de Linda, presidente da Câmara, pede instalação de sinalização horizontal em cruzamentos do 4º distrito

A cidade de Maricá que é cortada pela Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), em razão de um intenso fluxo de veículos que se deslocam para a Região dos Lagos, registra um grande número de acidentes de trânsito. O prefeito a cidade, Fabiano Horta, tem feito esforço para melhorar as condições de tráfego com campanhas de ações no trânsito, além de reformas e iluminação na rodovia.

Em alguns pontos da cidade também tem ocorrido alguns acidentes, principalmente nos finais de semana. O vereador e presidente da Câmara Municipal de Maricá, Aldair de Linda (PT), tem se preocupado com a segurança no trânsito. Por isso, fez uma indicação na sessão dessa segunda-feira (18) pedindo a colocação de tachinhas de sinalização bidirecional, nos moldes dos que foram utilizados na Estrada da Serrinha em Itaipuaçu, em todos os cruzamentos existentes nos trechos asfaltados no loteamento Jardim Atlântico.

Aldair solicitou ainda que seja providenciada a sinalização horizontal e vertical na área. O objetivo da sinalização é diminuir os inúmeros acidentes que vêm ocorrendo diariamente na cidade. Aldair explicou em sua justificativa que a ansiada pavimentação asfáltica realizada em Itaipuaçu foi muito benéfica para os moradores da região, no entanto, com o crescimento exponencial da população é preciso criar mecanismos que previnam acidentes. Principalmente no quarto distrito durante os finais de semana, período em que a cidade recebe mais pessoas de fora.

“Ocorre que muitos dos condutores de veículos não conhecem as ruas e os perigos existentes em cada cruzamento. Muitas vezes perdem a noção de preferência multiplicando a possibilidade de envolvimento em acidentes graves”, explicou Aldair.

Em maio a Câmara de vereadores participou da campanha Maio Amarelo. A Casa Legislativa teve sua iluminação alterada para amarelo em comemoração o mês de prevenção aos acidentes de trânsito.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline