Início Notícias de Maricá Poubel denuncia empresa de lixo, pede rompimento do contrato e garantia dos...

Poubel denuncia empresa de lixo, pede rompimento do contrato e garantia dos direitos trabalhistas

Vereador Filippe Poubel Maricá

A sessão da câmara de hoje (21) ficou marcada por mais uma denúncia feita pelo vereador Filippe Poubel (PSL), agora contra a empresa responsável pela coleta de lixo em nosso município, a KATTAK. O parlamentar já havia denunciado em tribuna a mesma empresa, onde o dono, Fernando Trabach, havia sido preso pelos crimes de sonegação, organização criminosa, lavagem de dinheiro, além de chefiar uma quadrilha que fraudava licitações em Campos dos Goytacazes usando laranjas e empresas fantasmas. Na ocasião, Poubel pediu para a prefeitura de Maricá rescindir o contrato com a empresa Kattak de Fernando Trabach, que faturou somente nos últimos quatro anos, cerca de R$ 168 milhões.

Desta vez, Poubel foi a tribuna fazer valer o direito dos trabalhadores da KATTAK, e cobrar da prefeitura um posicionamento a respeito do caso. Segundo o parlamentar, a empresa não concedeu o aumento de 4% garantido pelo acordo coletivo da classe, além de adicional de insalubridade, férias ininterruptas, pagamentos de horas-extras trabalhadas nos sábados, domingos e feriados, a manutenção do ticket refeição que havia sido substituído por uma miúda cesta básica, dentre outros.

Poubel mais uma vez pediu a quebra de contrato com a empresa, a manutenção dos direitos trabalhistas destes funcionários, e sugeriu uma nova licitação onde a empresa vencedora absorvesse todos os funcionários da KATTAK, uma vez que os mesmos não poderiam ficar desempregados, além de conhecerem as rotas e todas as rotinas inerentes ao trabalho.

– “Já denunciei essa empresa e volto a essa tribuna mais uma vez cobrar do executivo uma solução porque os munícipes não podem ficar sem coleta de lixo e os trabalhadores e chefes de família não podem ficar sem seus empregos. Peço mais uma vez ao Prefeito que por questões morais, além das contratuais, rompa o contrato com essa empresa, onde seu sócio proprietário está preso pelos crimes de sonegação, organização criminosa, lavagem de dinheiro, além de chefiar uma quadrilha que fraudava licitações em Campos dos Goytacazes usando laranjas e empresas fantasmas, e abra uma nova licitação exigindo que a empresa vencedora absorva os funcionários da KATTAK, além de garantir todos os seus direitos trabalhistas. Hoje, os trabalhadores da empresa conhecem muito bem as rotas e todas as rotinas de trabalho inerentes ao serviço de coleta em nosso município.”, finaliza Poubel.

1 COMENTÁRIO

  1. LAMENTÁVEL,como ficamos, anos assistindo esse quadro de tantas denúncias feitas para holofotes dentro de sessões da câmara de vereadores.
    LAMENTÁVEL,ficarmos no meio de uma turbulência de denúncias,que são feitas aos ventos,que nos leva a ficar incrédulo,pior conviver no meio bagunça geral.
    DUVIDO SE ESSAS DENÚNCIAS FOSSEM FEITA AO MINISTÉRIO PÚBLICO, TUDO JÁ ESTARIA ESCLARECIDO.
    Convivemos a anos com tantos absurdos dentro de município de maricá, que já não sabemos se e normal ou imoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui